Desalma S01

Bonan Tagon!

Um tempo atrás eu vi o trailer dessa série e mesmo sendo brasileira – sim, sou das que geralmente tem preconceito com séries nacionais, me julguem! – o gênero dela me atraiu um pouco. Infelizmente, descobri que ela era disponível apenas no Globo Play e adivinhem?! Yep, eu não tinha o streaming e muito menos conhecia alguém que tivesse. Poderia ter procurado de outra forma? Poderia, mas estou evitando o trabalho, e logo, deixei de lado.
Eis que acabei conseguindo um acesso ao streaming nacional e corri pra vê-la. E tenho que confessar, não é que me surpreendeu.

País: Brasil
Ano: 2020 (S01)
Temporadas .:. Nº de Eps: 1 | 10 eps
Gênero: drama + investigação +mistério
Onde Assistir: Globo Play
Cast Protagonista: Cássia Kis (Haia Lachovitz) | Cláudia Abreu & Valentina Ghiorzi (Ignes Skavronski Burko) | Maria Ribeiro (Giovana Skavronski) | Ismael Caneppele (Boris Burko) | Eduardo Borelli (Roman Skavronski) | Anna Melo (Haylina Lachovitz) | Camila Botelho (Melissa Skavronski) | Nathália Falcão (Iryna Burko) | Giovanni de Lorenzi (Maksym Burko) | João Pedro Azevedo (Anatolli Skavronski Burko)

Leia mais »

Young Wallander (2020)

Bonan Tagon!

Sim, andei sumindo por uns tempos e peço desculpas.. Mas acabei doente, com sintomas do covid e nenhum pouco animada pra me mover da cama, logo, sem chances de vir no blog escrever alguma postagem. Não que tivesse sobre o que falar pra começo de conversa, a falta de animo não me deixou muita animada pra nada além de dormir.
Mas eis que a boa e velha netflix me “recomendou” essa série aqui, e por ser investigativa, eu disse “Ok, vamos nessa!” (fora a quantidade pequena de episódios, muito atrativo!!)

País: UK (*não sei o país*)
Ano: 2020 (S01)
Temporadas .:. Nº de Eps: 1 | 06 eps
Gênero: suspense + investigação +drama
Onde Assistir: Netflix
Cast Protagonista:  Adam Pålsson (Kurt Wallander) | Richard Dillane (Hemberg) | Ellise Chappell (Mona) | Yasen Atour (Reza Al-Rahman), Leanne Best (Frida Rask) | Jordan Adene (Ibra)

Leia mais »

Spectros (2020)

Bonan Tagon!

Cá estou eu de volta trazendo uma série perdida no netflix e que você provavelmente NUNCA, mas NUNCA, ouviu falar..
Até porque nem eu mesma sabia que raios de série era essa, até o fatídico dia em que esbarrei com ela…
Pra começo de conversa, a série é brasileira, e eu nem sonhava com isso. hahahah Sim, pessoas eu nem tinha visto o poster..
Tudo que eu vi foi “fantasmas”, “fantasia”, “terror”, “serie curta”.. E pensei: “Partiu!”

País: Brasil
Ano: 2020 (S01)
Temporadas .:. Nº de Eps: 1 | 07 eps
Gênero: fantasia + sobrenatural +“terror”
Onde Assistir: Netflix
Cast Protagonista: Cláudia Okuno (Mila) | Danilo Mesquita (Pardal) | Mariana Sena (Carla) | Enzo Barone (Leo) | Pedro Carvalho (Zeca) | Miwa Yanagizawa (Zenóbia) | Daniel Rocha (Ricardo)

Leia mais »

Diablero S01-S02

Bonan Tagon!

E finalmente eu terminei de ver essa série, comecei ainda em janeiro quando estava viajando, mas como voltei pra casa, onde tenho mais distrações, acabei não continuando e esquecendo-me dela no auê. Nenhuma novidade para aqueles que me conhecem, né?! Ao invés de fazer um resumão juntando as duas temporadas disponíveis no netflix, vou separá-las no post, ok?!
“Diablero” foi a primeira série produzida no México pela Netflix e é também, baseada em um livro do escritor “Francisco Haghenbeck” chamado “El Diablo me obrigó“.

Título Original: Diablero
País: México
Ano: 2018 (S01) | 2020 (S02)
Temporadas .:. Nº de Eps: 2 | 14 eps
Gênero: livro fantasia + aventura + família + “terror”
Onde Assistir: Netflix
Cast Protagonista: Christopher Von Uckermann (Pe. Ramiro Ventura) | Horacio Garcia Rojas (Elvis Infante) | Fátima Molina (Keta) | Gisselle Kuri (Nancy) | Humberto Busto (El Indio) | Flavio Medina (Cardeal Morelo)

Leia mais »

Unidade 42 (S01)

Bonan Tagon!

Esses dias vocês vão cansar de ver meus comentários sobre as séries que ando vendo no netflix, tô um vicio nesse “fim de férias”. Principalmente minisséries estrangeiras e desconhecidas com uma pegada mais suspense e policial. Apesar que nesse caso, não se trata de uma minissérie de fato.

Título Original: Unité 42
País: Bélgica
Ano: 2017 (S01) | 2019 (S02)
Temporadas .:. Nº de Eps: (tem duas temporadas, mas só assisti a S01) | 10 eps
Gênero: crime + suspense + investigação + drama
Onde Assistir: S01 no Netflix
Cast Protagonista: Patrick Ridremont (Sam Levoy); Constance Gay (Billie); Tom Audenaert (Bob); Roda Fawaz (Nassim); Danitza Athanassiadis (Alice); Hélène Theunissen (Hélène)

Leia mais »

Fate: The Winx Saga S01

Bonan Tagon!

Se tem uma coisa que eu gosto é vagar aleatoriamente no youtube… Eis a “rainha” das coisas aleatórias, nem sempre estou “assistindo” de fato, parece estranho, mas algumas vezes, fico “ouvindo os vídeos”, enquanto faço outras coisas. Então, num desses dias – super comuns e normais – me deparei com um “zum-zum-zum” de uma a galera surtando e aguardando essa série que estrearia no netflix nesse ano.

Bom, confesso que o nome me pareceu familiar “winx”, mas demorei mil anos – até ver um desses videos falando da série – pra cair a ficha sobre ser a adaptação do desenho italiano. Em minha defesa, nunca vi um episódio desse desenho na minha vida! hahahah Fazer o quê?! Mesmo viciada em desenhos | animes | animação, acho que quando Winx começou a passar, já não era um tempo que isso me atrairia. Chuto. Nem o ano de estreia fui catar. (Sorry!)

Enfim, não faço parte da galera suuuuuper entusiasmada com a estreia dessa série, mas estava ainda na minha jornada na plataformaE bem: série adolescente com magia, fantasia e claro que tive que assistir.
Let’s!

Leia mais »

La Forêt (2017)

Bonan Tagon!

Ainda nas minhas maratonas netflix… Eis que estava atrás de séries com apenas uma temporada só pra não ficar surtando de expectativa para a próxima.. E não sei como deixei passar essa daqui… 2017!!! Bom, posso até chutar como “deixei passar”, mas não vem ao caso. ^^’

País: França
Nº Eps.: 6
Gênero: suspense + crime + drama
Onde Assistir: Netflix
Cast Prota: Samuel Labarthe (Gaspard Decker); Suzanne Clément (Virgine Musso); Alexia Barlier (Eve Mendel); Isis Guillaume (Jennifer Lenoir); Frédéric Diefenthal (Vincent Musso); Martha Canga Antonio (Maya Musso); Inès Bally (Oceane Rouget).

Leia mais »

Cidade Invisível S01 (2021)

Bonan Tagon!

Nas minhas maratonas netflix em dez-jan acabei esbarrando com o trailer dessa série brasileira, e mesmo não sendo muito fã delas, fiquei louca de vontade de ver. Fora a presença de dois atores que gosto muito, a história que mistura nosso folclore com o “mundo real” e uma pitada de suspense me intrigou bastante. É muito raro ver obras com o tema, além do Sítio do Pica-pau Amarelo de Monteiro Lobato, um clássico por sinal. E eu, sendo a fanática por lendas e afins, claro que fiquei muito interessada, mesmo com o “medinho” inicial pelos futuros efeitos especiais da coisa.

Ano: 2021
Temporada | nº de eps: S01 .:. 7
Gênero: suspense + fantasia
Onde Encontrar: netflix
Elenco: Marco Pigossi (Eric); Alessandra Negrini (Inês); Jéssica Córes (Camila); Wesley Guimarães (Isac); José Dumont (Ciço); Manuela Dieguez (Luna); Julia Konrad (Gabriela); Jimmy London (Tutu); Victor Sparapane (Manaus)

Leia mais »

Alta Mar S01 (2019)

Bonan Tagon!

E lá vem mais uma série do netflix – sinto que irão ver muitas por aqui hahaha – esta um pouco mais antiga, mas que já conhecia de tantos comentários que já vi na internet, fora a participação do ator brasileiro Marco Pigossi em alguma temporada, acho que a partir da 3ª, mas ainda não cheguei lá.

Título Original: Alta Mar
Conhecida como: Alto Mar (BR) | High Seas
País de Origem: Espanha
Temporadas | nº de eps.: 3 | 16 eps
Status: renovada para S04
Gênero: drama | crime | mistério
Disponível: Netflix
Cast S01: Ivana Baquero (Eva Villanueva), Alejandra Onieva (Carolina Villanueva), Jon Kortajarena (Nicolas Vazquez), Eloy Azorín (Fernando Fabregas), José Sacristán (Pedro Villanueva), Antonio Durán ‘Morris’ (Detetive Varella)

Leia mais »

Curon S01 (2020)

Bonan Tagon!

Como disse antes, dependendo onde eu esteja – geralmente em Floresta ou em Maceió – acabo vendo mais “netflix” do que quando estou em casa. Por ter passado boa parte de Dezembro e Janeiro em ambas as cidades, não é difícil imaginar onde meu tempo foi gasto (além de livros, dramas, “mínima socialização com pessoas reais” e outras coisas em geral).

Então, apesar dessa série ser de 2020, acabei descobrindo-a apenas este ano e como fã de coisas sobrenaturais e suspense, sempre acabo pendendo para este tipo de série – como bem sabe. Logo, esse foi um dos motivos que me fez começar a ver a série, apesar que nem se quer vi o trailer ou li a sinopse, mas pela capa, achei que fosse o caso. Ainda bem que acertei! hahahah

País de Origem: Itália
Temporadas .:. nº de episódios:
S01 | 7 eps.
Gênero:
suspense | drama | sobrenatural
Disponível em:
Netflix
Status:
Renovada para S02

Leia mais »

Equinox (2020)

Bonan Tagon!

Mudando a programação dessa sexta para comentar sobre essa série dinamarquesa que vi no netflix esse mês. Me interessei pelo trailer, pois a sinopse do netflix não é lá muito atrativa.
Além de uma fotografia impecável, tem seu teor de suspense e mistério, além de envolver a mitologia da região na história, o que confesso, foi uma coisa que inicialmente me deixou confusa, já que não a conheço.

País: Dinamarca
Baseado em: um podcast chamado “Equinox 1985”
Temporada .:. Nº eps:
S01 .:. 6
Gênero:
drama | mistério | suspense
Elenco: Danica Curcic | Viola Martinsen (Astrid); Karoline Hamm (Ida); August Carter (Jakob); Ask Truelsen | Joen Højerslev (Falke); Fanny Bornedal (Amelia); Alexandre Willaume (Henrik); Hanne Hedelund (Lene);

Leia mais »

Julie and the Phantoms (2020)

Hellou Pessoas!

Mil anos atrás, eu vi uma série brasileira que se chamava “Julie e os Fantasmas“, era uma série curtinha com uma história meio louca, mas bem divertida de se assistir, fora a trilha sonora que era muito boa também. Então, após mil anos sem entrar no meu netflix, acabei vendo essa série “Julie and the Phantoms” e fiquei chocada por ser um remake de uma brasileira (porque como bem sabemos, geralmente, é o contrário hahahah). E apesar de não lembrar muito da série original, tinha aquele sentimento que ia curtir essa versão assim como curti a original. E sim, acabei assistindo 😉

Let’s!

Leia mais »

The Bureau of Magical Things

Hellou Pessoas!!

Nem sempre eu fico antenada nas coisas do netflix (apesar de tê-lo), mas quando estou aqui na casa dos meus pais… Bem, praticamente acabo vendo muita coisa dele. Eis que, procurando algo leve, besta, mas com pelo menos atuações passáveis e uma história interessante, acabei por encontrar essa série Australiana.
Até agora só tem a S01 (primeira temporada) com 20 episódios, mas ao que parece, a série foi renovada para sua segunda temporada. Ah, vale lembrar que o público alvo dessa aqui são as crianças, então, não esperem uma história profunda e muito drama, ok?! hahaha (Como eu disse, estava atrás de algo “leve”)

Let’s!

Leia mais »

Emily in Paris (2020)

Hellou Pessoas!!!

Provavelmente metade – ou mais da metade – de vocês que tenham netflix já viram essa série, e bem, se não viram, tá na hora de ver. De tempos em tempos, passo um tempo longe dos streaming, com isso, meio que acabo virando uma “desatualizada” nas séries. Curtindo-as quando a grande maioria já deixou de falar nelas. Por um lado, isso é melhor, não chego a sofrer com a possibilidade de um cancelamento, pois, na altura em que assisto acaba saindo uma confirmação de renovação ou não.
Enfim, vamos para Paris?!

Leia mais »

Serie: Bones

Helloou!!

Depois de muito pensar em qual seria a próxima série que eu iria falar aqui, decidi por uma das minhas favoritas de todos os tempos. “Bones” foi uma das séries que acompanhei desde sua estréia até o final, e sofri horrores para dar “adeus” à ela. Também foi uma das poucas séries com tantas temporadas que não desandou pelo caminho, pelo contrário, ao meu ver, foi fiel e ainda teve criminosos que conseguiram surpreender.

Leia mais »

Serie: Ninguém Tá Olhando

Procurando uma série de poucos episódios para assistir enquanto esperava meu voo mês passado, acabei esbarrando nesta aqui no Netflix. Primeiro não achei que fosse brasileira, simplesmente porque não reconheci praticamente ninguém do elenco principal (sim, sou suuper desligada sobre esse “povo novo” no mercado). Achei que fosse algo em espanhol mesmo.

Enfim, essa é uma série de comédia (que normalmente não vejo…) com oito episódios. Rapidinha de se ver…

Leia mais »

In The Dark (2019)

Meu sumiço nessas semanas consiste no fato que não estou parando em casa (casa dos meus pais), ou seja, aproveitando ao máximo meu fim de férias… E com isso não terminei de ler nada, muito menos de assistir (dramas) quase nada… Até porque a maioria dos dramas que estou vendo ainda estão rolando.

Mas acabei descobrindo que essa série que eu já estava querendo ver tinha finalizado a S01 e foi renovada para a segunda (muito importante esse fato!) e acabei por maratoná-la até a madrugada do dia seguinte 😆 (melhores maratonas as que virão a madrugada, só acho!)

Título Original: In the Dark
Temporadas:
S01
Nº de Eps:
13
Ano:
2019
País:
USA / EUA
Gênero:
drama – suspense
Stars: Perry Mattfeld, Thamela Mpumlwana, Brooke Markham
Rating:
🖤🖤🖤🖤

O babado é o seguinte: Murphy é uma mulher considerada problemática que passa a maior parte do tempo bebendo e tem deficiência visual. Ela divide o apartamento com uma amiga veterinária, Jess, que trabalha no centro de treinamento de cães dos pais da Murphy. Por não ter uma das melhores personalidades, não preciso dizer que ela (Murphy) não tem muitos amigos, não é?

Na verdade com a exceção de Jess e Pretzel (seu cão-guia), Murphy só tem mais uma pessoa que chama de amigo e que costuma passar consideravel tempo conversando no mesmo local: um jovem garoto chamado Tyson. Um tempo atrás, o garoto a salvou e eles se tornaram amigos. Tyson trabalha em uma rua junto com outros garotos vendo as drogas de seu primo. Ele é caloroso, sorridente e bom amigo.

É graças a Tyson que o mundo de Murphy se abre um pouco mais, já que ele costuma desafia-la a ser melhor. Ela sempre acaba indo encontrar com ele, seja dia ou noite… Eis que uma fatídica noite, ela vai ao “local deles“, apesar de chamar diversas vezes ele não responde, por seu cachorro está se comportando de maneira estranha, ela insiste em seguir em frente deparando-se com um corpo aparentemente sem vida de um garoto. Ao tocá-lo, ela percebe se tratar de Tyson.

Desesperada, ela avisa a Jess e ambas ligam para a polícia para avisar do assassinato de seu melhor amigo. Mas existem dois problemas: o primeiro, ela está visivelmente embreagada e ainda é cega, coisa que faz a polícia desacreditar na história; segundo, quando a políca chega ao local, não existe evidências de um crime, muito menos de um corpo. E se não há corpo, não há crime.

Inconformada com o fato que a policia não irá investigar, Murphy decide buscar a verdade por conta própria, mesmo que isso signifique se enfiar no meio das confusões entre gangues de drogas. Primeiro ela vai atrás do primo de Tyson que o colocou naquele caminho, Darnell… O cara diz que o primo está bem e vai ficar um tempo fora da cidade, não aparece preocupado com o sumiço do garoto.

Dias passam e nenhum sinal de Tyson… Murphy novamente vai atrás de respostas, descobrindo que a história de Darnell tem mais furos que uma peneira. E mesmo que o traficante a mande ficar fora do caminho, ela não desiste. Por conta disso, ela acaba conhecendo Max, um homem (gatooooo!) que supostamente tem um trailer de hamburguer; conheceu Tyson, mas não sabia que ele estava desaparecido; e é amigo de Darnell, além de “lavador do dinheiro” da gangue.

Max decide confrontar Darnell e ajudar Murphy a descobrir o paradeiro de Tyson, o problema é que cada vez que eles descobrem uma pista, eles se veem presos em uma conspiração maior do que eles esperavam. Gente bastante perigosa parece estar envolvida no caso, e a verdade parece estar mais distante do que eles imaginaram…

Ah, eu adoro séries/filmes desse tipo! Aquele “Q” de mistério e uns toque de sutileza.. Mesmo o Tyson morrendo no primeiro episódio, ele aparece em todos à medida que a Murphy vai desenterrando pistas sobre o que aconteceu com ele naquela noite. Fora os momentos maravilhosos que esses dois melhores amigos compartilharam que aparecem como flashbacks…

Qualquer um poderia achar estranho o fato de uma mulher de 30 anos (parcialmente alcoolatra e cega) ter como melhor amigo um garoto de quinze anos que vende drogas na rua. Não é dificil pensar que ele seria o traficante dela, na verdade é exatamente isso que a polícia pensa quando ela diz que o conhecia. Mas a amizade deles era algo realmente encantador. Tanto que até a própria mãe do garoto (que também não viu inicialmente com bons olhos essa amizade) reconhece que ambos faziam bem um para o outro.

Murphy trazia a personalidade juvenil de Tyson à tona, eles riam, brincavam, conversavam, exploravam a cidade e se distraiam com baboseiras… Ao mesmo tempo que Tyson era o “porto” de Murphy, ele a animava e a desafiava com suas besteiras e risos. Murphy não possui a personalidade muito boa, ela não é dada a “sentimentos” ou “mostrar que eles existem”, mas junto do amigo, ela era capaz de sorrir e esquecer os problemas e desafios que tinha.

Jess apesar de veterinária agia, na maior parte do tempo, como a enfermeira da Murphy, mas acima de tudo, você conseguia ver que elas eram amigas. Elas se conheciam desde antes da prota perder a visão (aparece em um flashback) e desde então, elas estão juntas. Elas tem uma amizade quase eterna, daquele tipo que vez ou outra se estranham por estarem preocupadas com uma das partes, mas que não consegue ficar muito tempo brigada. A Jess era como uma ancora para a Murphy, aquela que a impedia de chegar além do fundo do poço.

Quanto ao Max que faz parte da vida delas por um tempo (gente, que homem gato!!fotinho pra vocês comprovarem que eu não tô doida!!!), ele se interessa pela Murphy pela maneira como ela literalmente não “tá nem aí” para quem é o Darnell 😂 A mulher é doida e atrai a atenção dele… E ele deixa claro que só vai ajudá-la se ela for num encontro com ele. 😂 Como todos nós, Max tem um passado… Mas ao que parece um bem complicado, de alguma maneira ele acabou “lavando o dinheiro” do Darnell e metido no meio dessa confusão de gangues… E apesar das escolhas dele (que você só entende melhor depois), você não consegue achar que ele é totalmente um problema.

Darnell, esse aí é mais escorregadio que uma cobra (não que eu já tenha segurado alguma por muito tempo 😂). No inicio não parece que ele esteja lá muito preocupado com a suposta morte do primo, mas a coisa muda de figura quando ele descobre que talvez seja verdade. Apesar de acharmos que é ele quem manda na coisa, descobrimos que ele nada mais é que um “capacho”, por falta de palavras melhores. Ao menos é um capacho que tem discenimento o sufienciente para desconfiar das pessoas na hora certa. Eu até gostei do personagem, não vou mentir.. Já quero ele de volta na S02!

E por fim, (estou pulando alguns pernagens pra não dar tantos spoilers e porque vocês deveriam conhecer os outros quando assistirem a série) temos o Dean. Ele é o policial que acaba indo na casa da Murphy investigar a denúncia de assassinato. Ele tem aquele jeitão bobo e um pouco sem noção, e tenho que confessar que suspeitei dele em diversos momentos… Como a Murphy mesmo disse “parecia que ele estava enrolando para não investigar o caso”. O Dean tem uma filha adolescente que também é cega, e ela acaba ficando amiga da Murphy (pra infelicidade do pai da menina, ou será que não?! 🤔😂)

[Fiquei revoltadissima com aquele episódio que deixou MUITO NA CARA que o CULPADO era o Dean… OMG! Eu já tava desconfiada dele há uns 5 eps atrás, mas PORRA precisava ser daquele jeito escancarado?! Os roteristas passaram uns 11 episódios entregando vários mistérios, suspeitos, enrolação, ruas sem saída… Pra chegar no episódio 12 e entregarem de bandeja o culpado?! FALA SÉRIO, NÉ? Sinceramente esperava MUITO mais do momento em que NÓS e a Murphy descobrissem que era o assassino de fato!]

Pulando meu surto (escondido aí em cima porque tem um BIG SPOILER e caso você não queira saber é só ignorar esse buraco aí…) a série é muito boa, os personagens são ótimos; mais “gente como a gente” e nem tanto “personagens disney” 🙏 Literalmente a série que você não sabe em quem confiar e agradece pelos roteristas só terem feito 13 episódios nessa temporada… Porque valeu cada episódio e não tivemos aquelas enrolações desastradas que sabemos muito bem que acontece.

🔲 Fica a Dica!

Timeless

Como uma boa viciada em series (e dramas, filmes, etc), ficou danada da vida quando as emissoras resolvem encurtar ou simplesmente cancelar as séries que estou surtando. Acho que todo mundo fica fulo, né? Bom, lá no final de 2016, eu descobri a existência de “Timeless” e me apaixonei completamente por ela…

Apenas para chegar dois anos depois e descobrir que a NBC resolveu cancelar meu show! 😭 Felizmente, eles tiveram o bom senso de lançar uns episódios especiais que dariam nossa maravilhosa conclusão, não nos deixando assim num completo vácuo. 🙏

Existe uma versão em espanhola dessa série (El Ministerio del Tiempo) que foi ao ar em 2015 e ao que parece ainda está rolando… Ou seja, “Timeless” é basicamente um remake.

Título Original: Timeless
Temporadas: S02 (+ um especial que concluiu a série)
Nº de Eps: 28
Ano: 2016-2018
País: EUA
Adaptado de: El Ministerio del Tiempo (2015)
Gênero: sci-fi – histórico – remake
Stars: Abigail Spencer, Matt Lanter, Malcolm Barrett, Goran Visnjic
Rating: 🖤🖤🖤🖤

A história central é a seguinte:

Alguém desenvolveu uma máquina do tempo. Eis que uma sociedade secreta rouba essa máquina, decidindo fazer alterações no passado em prol de obter poder, além de tudo mais o que desejar… Literalmente eles querem mudar o destino do mundo. Eis que existe uma ala secreta no governo americano que foi desenvolvida para evitar essas alterações, ou seja, manter a ordem das coisas… Impedir que a história seja mudada.

Para isso, eles precisam de um especialista, alguém que seria capaz de saber exatamente o que se passou nessas épocas, capaz de lembrar qualquer minimo detalhe que seria importante para impedir um desastre… E é aí que entra a protagonista, Lucy Preston. Uma historiadora e professora que acaba sendo convocada para ser a nova líder da equipe “Lifeboat” (*salva-vidas – o nome da máquina).

Claro que só porque você é especialista em história não garante que você sobreviva aos perigos que possam a vir acontecer em outro tempo, para garantir a segurança do cérebro das missões, junta-se a ela Wyatt Logan, um soldado americano da Delta Force. E como toda nave (a máquina parece mais uma nave espacial no maio estilo Doctor Who 😂) precisa de um piloto, o último integrante da equipe é o Rufus Carlim.

O problema é que inicialmente os três acham que só estão viajando pra evitar que um bando de malucos mudem a “ordem natural” das coisas, mas quando eles retornam da primeira missão, descobrem que o buraco é mais embaixo. Até porque, as coisas estão um tantinho diferentes de quando eles entraram na máquina a primeira vez. E é aqui que tá o xis da questão. Nem tudo é o que parece e todos querem recuperar o que perderam!

Eu gostei muito da série, apesar de me perder um pouco na história americana que não é uma área que eu possua muito conhecimento (e confesso que não cheguei a checar se alguma coisa que mostra na série foi ligeiramente parecida com a realidade). 😂

Mesmo assim, não tiveram episódios monotonos e parados… Na verdade era bem o oposto disso, mas nada que possa cansar de mais a cabeça de alguém. Achei bem empolgante na verdade. E algumas missões deles eram de tirar o fôlego.

🔳Sobre os personagens: os protagonistas meio que perderam alguma coisa que acaba significando muito na história (e causando diversas confusões ao longo do caminho).

Lucy Preston – ela entra na máquina só para descobrir ao retonrar que sua irmã não existe mais. Então, inicialemnte trazer a irmã dela de volta é o que a faz continuar no “lifeboat“. Aí depois ela descobre que pode ter ligações com os loucos da sociedade secreta (vulgo os vilões) e quer tirar toda a história a limpo.

Wyatt Logan – um dia foi casado, mas após ter uma briga com a esposa e essa não retornar pra casa, ele acaba descobrindo que ela foi assassinada, e o cara nunca foi pego. Então, ele meio que age como se não tivesse mais nada além de ser um soldado.

Lucy & Wyatt – eles tem uma maneira diferente de pensar sobre as coisas, e claro, agir. Mas ao longo das missões, eles aprendem a confiar um no outro e a entender o outro (o que nos faz shippar loucamente 😍). É suuuper óbvio a atração e o interesse que eles tem um pelo outro, mas além do “trabalho” ainda tem toda a “bagagem” entre eles.

Sem falar nos diversos momentos em que eles flertam só para o Wyatt acabar em cima do muro novamente… Affê! Estressante! Literalmente lembra aquela velha expressão “gato e rato”, sabe? Meio que a Lucy vai, e ele recua… Aí quando ele decide agir, acontece alguma merda.. E eles voltam ao ponto de partida… Frustrante! (mas são só alguns momentos, relaxem! 😂)

Rufus Carlim – acho que ele é o único personagem que não tem uma perda logo de cara… Nem no “presente”, como é o caso da Lucy, e nem no “passado”. Incialmente ele tem aquele papel de aliviar a tensão entre os outros personagens, mas com o tempo, as situações vão trazendo certa carga e ele acaba mudando de acordo com os momentos.

Garcia Flynn – também é um soldado e o cara que rouba a máquina do tempo (a máquina mãe, a orginal). Ele costumava ter uma família, mas eles morreram, então, ele decide voltar no tempo para salvá-los, só pra descobrir que não era possível… E é aí que ele descobre sobre a sociedade secreta e decide tocar fogo na história.

Flynn & Lucy – pela maneira que o Flynn fala você percebe que ele tem algum tipo de “passado” com a Lucy, mesmo que ninguém entenda como (a não ser que use 2 mais 2 e lembre que existem máquinas do tempo na história). Ao longo da história, a gente também percebe que ele não é exatamente quem parece ser… Afinal, como já disse um dos livro que li essa semana: “até as pessoas boas são capazes de fazer algo ruim se encontrarem uma razão para isso“.

E sim, eu shippei esses dois 😍 Como eu disse antes, o Wyatt tem momentos que fica em cima do muro (ok, alguns desses momentos tem certa lógica devido a acontecimentos na história…) mas a maioria é só ele em cima do muro mesmo.. E ai entra o Flynn. Lá está a Lucy sozinha, sofrendo e o Flynn aparece para ajudá-la, consolá-la, flertar, fazer palhaçada… enfim, vocês entenderam! Sim, shippei, shippei nível hard! 😂😍

Enfim, fiquei suuper decpcionada ano passado quando a NBC anunciou que a série seria cancelada (coisa que não entendo porque lá fora ela era bem vista…), mas pulei da cadeira quando eles tiveram a consideração de lançar um episódio final maior dando, enfim, um desfecho para tudo, que por sinal foi be construído… Nada de acontecimentos apressados e sem lógica 🙏

Não cheguei a assistir a versão original da série, apesar que tem no netflix até bem completinha, pensei até em ver quando acabou essa versão, mas acabei desistindo pelo simples fato que já estava acompanhando coisas demais naquele tempo (o que não mudou muito de lá pra cá 😂). Mas vou ver se dou uma chance à ela.

Tentei não entregar os spoilers até porque são duas temporadas (+ o especial) e não tem como você falar de uma coisa sem acabar falando de outra, né? Ainda mais nessas séries sci-fis que envolvem viagem no tempo… “Dark” está aí pra provar isso! 😂 (vou tentar falar dessa outra série depois… 😆)

Espero que tenham gostado, e

🔲 Fica a dica!

Good Omens

Eu sempre gostei muito de livros de sobrenatural, fantasia, terror.. quando era criança, e desde então, continuo gostando.. E um dos autores que fazia parte da minha lista de “obrigatórios para se ter na estante” era o Neil Gaiman. Sempre gostei e provavelmente sempre vou gostar. Esse ano, a “Amazon Prime” lançou a mini-série e eu terminei de ver a temporada essa semana.

Título Original: Good Omens
Temporadas: S01
Nº de Eps: 6 .:. 60 min.
Ano: 2019
País: UK
Adaptado de:Good Omens” by Neil Gaiman
Gênero: livro – fantasia – sobrenatural
Stars: David Tennant, Michael Sheen, Sam Taylor Buck
Rating: 🖤🖤🖤🖤

Um demônio e um anjo que “moram” na Terra que se conhecem a milhares de anos (não decorei, mas basicamente desde “Adão & Eva”) decidem se unir para evitar o Apocalipse, coisa que nenhum dos lados (Céu e Inferno) parece disposto a querere fazer, pelo contrário, ambos estão bem anciosos pela batalha.

Para evitar tal evento, eles tem que encontrar o Anticristo que foi “trocado”, devido a uma confusão alheia a vontade deste anjo e deste demônio, no hospital em que supostamente nasceu há onze anos atrás. Ou seja, o destino do mundo está nas mãos de uma criança de onze anos de idade e nos dois “supostos” rivais.

Parece até uma piada ruim que alguém pode contar em um bar de bêbados, mas não… É a pura realidade no universo dessa história, e eles estão correndo contra o tempo para evitar um desastre, ou melhor, a guerra e a destruição da humanidade.

Tudo começou lá no Jardim do Éden, quando Aziraphale deveria ter feito seu trabalho de vigiar a árvore do fruto proibido, e no entanto Crowley cumpriu seu trabalho de tentar Eva a “comer o fruto proibido”. O casal foi expulso como bem sabemos, mas Aziraphale com pena dos perigos que eles poderiam enfrentar, os deu sua espada flamejante.

Alguns milhares de anos depois, Crowley é encarrregado de entregar o anticristo em um hospital pertencente a uma “seita” de freiras, afim de trocarem o beber de um diplomata pelo “bebê demôníaco”, dando assim, o primeiro passo para o “Fim do Mundo”. Por conhecidência, dois casais acabam indo parar no hospital na especifica noite: o casal diplomata e um casal do suburbio da Inglaterra. E adivinha onde o “bebê destinado” vai parar?!

Onze anos depois, dar-se inicio a corrida para evitar (ou fazer acontecer – depende de qual lado você esteja) o “Fim do Mundo”.

Do lado “vamos evitar a guerra”: o anjo, Aziraphale que ama sua livraria e não quer destruir a humanidade; o demônio Crowley (eu fã de Supernatural pulei de alegria só por existir um personagem aqui com esse nome… ele é meu xodozinho lá na outra série… 😍) que ama seu carro.
Além de uma “bruxa” ou ocultista (ela se nomea assim), o futuro namorado dela caçador de bruxas, um “Sargento” Caçador de Bruxas e sua amante medium. (eles entram para o “time” depois)

Do lado “queremos que o Fim do Mundo aconteça”: todos os outros anjos, ou seja, o Céu; e todos os outros demônios, o Inferno. Além dos 4 Cavaleiros do Apocalipse: Guerra, Fome, Poluição (que seria a Peste) e Morte que estão se reunindo para a “corrida final”.

E no meio desse barraco todo, temos: Adam, o Anticristo; Cão, o cão infernal (o dono dele não é lá muito original com nomes…); Brian, Pepper e esqueci o nome do outro 😅 (Resumindo: 4 crianças e 1 Cão Infernal.)
Inicialmente, Adam não tem noção de quem ou o quê ele é… Mas a partir do momento que ele percebe o que pode fazer, cabe a ele, escolher o destino de tudo e todos….

A primeira temporada tiveram só seis episódios, mas já foi anunciado que terá uma segunda (e espero que tenha mesmo!). Sinceramente, mal senti notar o tempo passando enquanto assistia. Apesar de ter uns momentos mais introdutórios e outros narrados por alguém, não torna monotono ou chato, pelo contrário, achei uma mistura de poético e cativante.

Como eu disse, a série é baseada no livro do Neil Gaiman que sim, já li, mas… há muito, muito, muito, muitooo tempo… E por isso não lembro de absolutamente nada dele. Ou seja, não esperem comparações 😅

Apesar de toda a parte sobrenatural de “anjos” e “demônios”, pra mim a série foi um brinde à amizade e as escolhas que podemos fazer por nós mesmos (e pelos outros). Basicamente aquele conceito de que o que escolhemos fazer ou quem escolhemos ser, pode sim ter um peso grande, e acarretar consequências – negativas ou positivas – para você e os que estão ao seu redor.

A amizade entre o Crowley e o Aziraphale é sem dúvida um dos pontos fortes da série, até porque, mesmo que um deles não veja como “amizade” inicialmente, é exatamente isso que é. E em diversos momentos percebemos que mesmo eles estando tecnicamente em lados opostos, eles dão valor a relação existente entre eles… Eles tentam se ajudar.

Então, sim, gostei da série. Sim, recomendo para todo mundo.. E sim, vou sofrer até chegar a segunda temporada!


🔲 Fica a dica!

Kiralik Ask (S02)

Como eu prometi no post passado, essa é a segunda temporada da série turca “Kiralik Ask”, eu tinha pensado em fazer um único post inicialmente, mas como foram muitos episódios na primeria temporada achei que ficaria muito grande um único post. Então, eis aqui a segunda temporada de uma série que entrou no meu coração sem esforço e ficou lá até hoje… Simplesmente amo! Perdi as contas de quantas vezes já reassisti. 😆❤

Título:Kiralik Ask
Temporadas: S01-S02
Nº de Eps.: 69 (S01: 52 eps/ S02: 17 eps)
Ano: 2015-2017
País: Turquia
Gênero: romance – comédia
Rating: 🖤🖤🖤🖤😍
Onde Encontrar: youtube (+ subs: ENG e ESP)

⚠A S02 de “Kiralik Ask” começa um tempo depois de onde terminou a primeira temporada (apesar de eu não ter dado spoilers no post anterior, vou ter que dá um nesse para poder falar sobre a temporada, ok?) ⚠

A S01 termina no dia do casamento do Ömer e da Defne, quando ela finalmente revela à ele a verdade sobre a existência do contrato (a essa altura praticamente todo mundo já sabe, mas ninguém abriu a boca!). Prestes a subir no altar, a Defne se sente angustiada, decide contar tudo para casar sem segredos… (que hora que você escolheu, hein? 🙄) E bem, o Ömer não recebe essa notícia assim tão bem.

A S02 começa com os dois separados… Ömer “fugiu” para a França, onde passa seus dias de solidão sentindo raiva e saudades da Defne. Enquanto a ruiva, após passar por um tempo de depressão, se ergue com ajuda dos amigos (Ismail e Sinan) e arruma um novo emprego. Então, além de focar no “juntos e shallow now” #defom (não resisti a piada! 😂), temos outro probleminha nessa temporada… A cabulosa da tia dele volta a atacar!

O “Kiralik Ask” (que basecamente quer dizer “contrato de casamento” ou algo bem parecido com isso) retorna aos planos, mas dessa vez o alvo é a Defne. Vejam bem, o avô do Ömer (o cara que tem o dinheiro e deseja fazer alguém herdá-lo), simplesmente adora a ruiva quando a conhece e realmente achou que seu neto ia casar com ela, mas aí teve toda a confusão da S01.

Por conta disso, ele resolve deixar todo o seu dinheiro para a Defne sob as mesmas clausulas que ele deu pro neto na S01, ela teria que casar para receber a grana. Mas só tem um pequeno detalhe, assim como no caso do Ömer, ela não faz ideia disso. Entretanto, a filha dele Neriman (a tia cabulosa) sabe e como o Ömer sumiu do mapa, ela decide convocar o outro sobrinho, Pamir, para assumir a função de casar com a Defne.

Com o abandono do Ömer e após sofrer com a depressão, a Defne se ergue e vai trabalhar num outro setor da empresa do Sinan (que é a mesma do Omer, mas como ele sumiu e tecnincamente não precisaria lidar diretamente com o setor em questão, ela acha que não corre o risco de encontrar com ele). No atual cargo, ela tem dois diretores: Pamir (o primo do Omer, mas ela não sabe disso inicialmente) e a Seda.

Trabalhando para esquecer do coração partido e fingir que não lembra da existência do Ömer, ela acaba se aproximando do Pamir. Não que ela o veja como possivel pretendente, mas ela agradece a distração. Então, Ömer surge do nada e tenta voltar as boas com ela, mas a ruiva tá P da vida e não quer nem papo. Para completar, a família dela (incluindo o Ismail) não quer nem ouvir falar no nome dele, ele simplesmente entrou para a lista negra de todo mundo.

Como a Defne, que já esteve nessa posição antes, o Pamir aceita o plano da tia pelo dinheiro, sem saber que seu primo e a ruiva tiveram uma relação antes. E mesmo quando descobre, ele não mede esforços para sempre ficar do lado “bom” na visão da ruiva, usando de estrategias ardilosas para conseguir tal objetivo. Em determinado momento, a ex dele volta e ele começa a perceber que não dá para ficar entre #defom sem sair sangrando da história, e acaba por ficar do lado do casal e contra a tia. 🙏

A Seda é a nova chefe da Defne, ela é uma mãe divórciada que luta para manter o equilibrio entre o trabalho e a filha. Além disso, vive tendo que lidar com o ex-marido querendo aparecer e levar a filha deles com ele. Seu primeiro encontro com o Sinan é péssimo e os dois vivem as brigas, mas vendo como ele trata sua filha, ela acaba se apaixonando por ele.

Sinan vai atrás do Ömer para fazê-lo voltar à Turquia e criar um pouco de juízo na cabeça do amigo. Um dia, ele desconta o estresse de seu divórcio (ele casou com a Yasemin na S01) em cima da coitada da Seda que não tinha nada haver com a história, iniciando o que se tornaria um hábito de compará-la com a ex-mulher dele. Mas graças ao Ömer (que resolve agir como um bom amigo) ele se dá conta que elas são mulheres diferentes 🙄 e que está interessado na chefe da ruiva. 😆

Então, a S02 veem com mais dezesseste episódios para dar um desfecho a essa história, e claro trazer finais felizes a quem merece. Com exceção da Suda (prima do Ömer) e da ex-namorada dele, todos os demais personagens da S01 estão de volta. Faça bem ou mal! 🙄

🔳 Destaques da S02:

Pamir soube agravar os ciúmes do Ömer (e ele mereceu!);

Ömer ralando para conseguir a atenção da Defne (bem feito!);

Ismail vs Ömer (porque ele é um ótimo BFF!);

Sinan & Seda 😍 (shippei demais!);

Finalmente uma namorada que preste para o Ismail!!! 😍;

Avô do Ömer vs tia dele (isso!! 👊) ;

Sobrinho fofo da Defne 😍 (Ömer treinando para ser pai!)

▪ A relação entre o Sinan e a filha da Seda 😍;

Ismail dizendo umas verdades para a família da Defne (e a cunhada dela merecendo uns tapas na cara pelo egoísmo);

▪ As mil cenas fofas #defom 🖤;

▪ Aquela princesinha ruiva no último episódio!!! 😍

E é isso, espero que tenham gostado do meu “resumo”. Essa série é maravilhosa e você encontra completinha no youtube (não lembro mais o canal, mas joga na ‘pesquisa’ que aparece).

🔲 Fica a dica! ❤