Desalma S01

Bonan Tagon!

Um tempo atrás eu vi o trailer dessa série e mesmo sendo brasileira – sim, sou das que geralmente tem preconceito com séries nacionais, me julguem! – o gênero dela me atraiu um pouco. Infelizmente, descobri que ela era disponível apenas no Globo Play e adivinhem?! Yep, eu não tinha o streaming e muito menos conhecia alguém que tivesse. Poderia ter procurado de outra forma? Poderia, mas estou evitando o trabalho, e logo, deixei de lado.
Eis que acabei conseguindo um acesso ao streaming nacional e corri pra vê-la. E tenho que confessar, não é que me surpreendeu.

País: Brasil
Ano: 2020 (S01)
Temporadas .:. Nº de Eps: 1 | 10 eps
Gênero: drama + investigação +mistério
Onde Assistir: Globo Play
Cast Protagonista: Cássia Kis (Haia Lachovitz) | Cláudia Abreu & Valentina Ghiorzi (Ignes Skavronski Burko) | Maria Ribeiro (Giovana Skavronski) | Ismael Caneppele (Boris Burko) | Eduardo Borelli (Roman Skavronski) | Anna Melo (Haylina Lachovitz) | Camila Botelho (Melissa Skavronski) | Nathália Falcão (Iryna Burko) | Giovanni de Lorenzi (Maksym Burko) | João Pedro Azevedo (Anatolli Skavronski Burko)

Leia mais »

Sobre amores e envelopes

“Desde que me entendo por gente, escrevo. Não me recordo quando aprendi, não me recordo como ou porquê comecei. Apenas escrevo. Minha imaginação sempre foi ótima, até um pouco ativa demais, por assim dizer. Já escrevi histórias, crônicas, contos, letras de música e até me arrisquei em poemas… Os tipos variavam, o assunto mudava, mas o cérebro, nem tanto. Digo que comecei a escrever para afastar as ‘vozes’ que surgem para mim. Calar pensamentos muito altos. Motivos, tenho infinitos.

Quase sempre, não escrevo especificamente para alguém, a não ser a mim mesma. Algumas vezes, alguém se identifica e comenta, e quando são histórias, peço vez ou outra a opinião de algum amigo disponível no momento. Apenas tenho isso sabe? De querer escrever a maior parte do meu tempo, de precisar fazer isso, é como oxigênio para mim. Cada um tem seu modo de fugir do mundo, mas no meu caso, não fujo, me mantenho nele. Percorro frases e tento tirar os ‘barulhos’ dentro de mim que modificam minha harmonia. Às vezes, são textos sem conexão para muitos, às vezes, nem eu sei o que irá surgir…”

Leia mais »

Modo Automático

“(…) Daí você está numa conversa descontraída e é atingida pelo baque de uma notícia péssima… Flashbacks de um ano inteiro invadem sua cabeça em um pequeno instante de segundos, todos referentes àquela mesma notícia. Se diferenciando apenas no ponto que aquelas outras pessoas, um dia, as conheci… E essa de agora não. ‘Faz diferença?‘ me perguntam no silêncio, e digo que não. E a foto vem, as lágrimas também… É possível chorar por alguém que nunca nem chegou a conhecer?!

Bom, é possível chorar por personagens fictícios, porquê não?! Não costumo chorar, àqueles que me conhecem sabem muito bem. Secam minhas lágrimas e por um instante, tudo se vai… Não há mais sons e parece que não estou mais aqui. ‘Ela está bem, diga à ele.‘ E do mesmo jeito que tudo se foi, tudo volta… Estou novamente na frente do meu computador, olhando para uma tela escura. Olho a foto que recebei e sei exatamente onde ela está… Lembro-me dos outros que vieram antes, os que conheci, e se foram.”

Leia mais »

Comer, Rir e Se Divertir…

Bonan Tagon!!

Demorei com um post meu, né?! Peço desculpas por isso, ainda estou me acostumando em fazer desse blog aqui uma versão nova de diversos que tive no passado. Claro que antes, era bem mais fácil para mim escrever sobre mim mesma ou coisas que não fossem o que já escrevo aqui. Hoje em dia, após o “incidente”, me vejo pensando demais e escrevendo de menos. Às vezes as palavras me vem, mas quando tento colocá-las no papel ou aqui, me fogem… Enfim, é um processo. No clichê mais verdadeiro do mundo: “Um passo de cada vez”.

Mas vamos dar uma recapitulada nos eventos, e daí, vou contando as coisas que tiveram seus destaques esses dias… Fiz um post parecido antes e muitos gostaram, então, vamos com esse estilo novamente. ^^

Let’s!

Leia mais »

O Fim e o Começo…

Bonan Tagon!

Chegamos ao último dia do ano… Último dia de 2020, onde a maioria das pessoas parecem achar que só por conta disso o Corvid vai embora num estalar de dedos. Parecem acreditar que acabando “2020”, o vírus vai junto… Não sei se é fé demais ou sem noção, vamos no segundo, né?!
O que dizer sobre esse ano?! Afirmar que nunca existiu quando tanta coisa aconteceu – boas e más; chamar de “ano morto”, porque ficamos quase o ano todo presos em casa?! Se tem uma coisa que esse ano me mostrou é que uma hora as máscaras caem… De todo mundo.

E quando elas caem, você tem – finalmente – a absoluta certeza de quem é aquele que está ao seu lado; quem é o seu vizinho; quem é aquele que diz ser seu amigo; quem é aquele que te quer bem e quem é aquele que mente, engana e pensa apenas em si próprio.
2020 trouxe uma pandemia para o mundo, trouxe isolamento social, trouxe momentos bons e momentos tristes.. Ganhamos e perdemos pessoas na família; aprendemos ou estamos aprendendo a lidar com nós mesmos; descobrimos que amizades não dependem de presença física; percebemos que o nosso pequeno mundo, é apenas um entre tantos universos….

Leia mais »

Então é Natal…

Hellou Pessoas!!

Mais alguém sentiu que o ano pulou do Carnaval para o Natal?! Acho que todo mundo, né?!
2020 com certeza foi um ano que ninguém esperou que acontecesse, um ano que acredito ser praticamente unanime as pessoas dizerem “cancela”, “finge que não aconteceu”. De certa forma, pra muita gente ele realmente “não aconteceu”. Metade do ano, mais da metade do povo ficou – literalmente – preso em casa, lockdown na maioria das cidades, e mesmo quando aos poucos parecia voltar a “normalidade”, não retornou tanto assim. Por mais que alguns gostem de achar que tá “tudo certo”, “tudo bem”, e “vamos é sair e curtir… dane-se o resto do mundo”.
“2020” para muitos era um novo ano de realizações ou mais um ano de sobrevivência, mas pra mim, lá no inicio, bem antes da pandemia estourar… “2020” era o “ano final”, o ano limite que estabeleci há 15 anos atrás. O ano que eu não estaria mais “aqui”. Nem no blog, nem nas redes sociais, nem no mundo real.
15 anos atrás… 2020 era para ser o meu final…

Leia mais »

O Limbo

“Deitado naquela cama que já deitou tantas vezes, ele parece preso num limbo, entre o presente e o passado, ou talvez, o contrário. É um tanto difícil de analisar no momento. Da mini caixa de som sai uma música discreta e suave, da janela se ouve o som dos carros e do mar… Não há silêncio, nem mesmo em sua mente. Tenta relaxar, logo, logo, o remédio fará efeito, e conseguirá dormir um sono sem sonhos, tranquilo… Não quer sonhos no momento, ultimamente eles tendem a acordá-lo na madrugada. Às vezes confuso, às vezes assustado, às vezes, quase sempre, perdido.

Sonhos que um dia se transformaram em escritos em um caderno velho, agora, ele os evita… Em sua mente não mais estável, eles andam ganhando formas. Ele os evita. Quase anseia por noites com sonos escuros e com acumulo de cores. Deita a cabeça no travesseiro quase “orando” por isso, se ele acreditasse que “orar” resolveria a questão, garanto que faria isso. Ultimamente, ele não lembra do que sonha, por vezes se sente aliviado, por vezes, triste. Sente-se nesse limbo… Sente como se perdesse uma parte de si. Sente como se não fosse ele mesmo…

Leia mais »

Esperanto?!

Hellou’ Pessoas!!

Sobre a última postagem (sexta-feira) é uma sessão nova que resolvi começar aqui no blog. Pensei que se já havia aberto essa aqui contando um pouco mais sobre mim, por que não trazer textos meus também, né?! Alguns terão continuação (nas próximas postagens referidas), outros não. Espero que gostem! Também quero aproveitar para treinar minha “escrita criativa” com eles. Se gostarem deles, conto com seus comentários positivos! ^^

Sexta foi sexta, e hoje já é outro dia (sério Anna?! nem tinha notado! ¬¬ ). Ignorando esse meu comentário óbvio vamos ao assunto de hoje. Pra quem me conhece na real, ou leu meu “perfil” ao lado direito aqui do blog viu que me interesso por idiomas. Amo de verdade e me interesso muito em aprendê-los! Como todo mundo, tive que optar entre “inglês” e “espanhol” nos tempos de escola, e confesso, espanhol não é a minha praia. Tipo, eu consigo entender textos e até mesmo se falarem comigo nessa língua, mas daí a responder num nível além de “portunhol”, bem, não. hahahah Inglês é minha praia; Espanhol são as praias habitadas pela minha mãe, irmão e a Bruce)

Mas não é de “inglês e espanhol” que vou comentar hoje. Após aprender inglês (e continuar aprendendo, já que é um estudo que nunca pára), meu amor pela ásia me levou ao japonês. Na época, ainda era criança e morava em Maceió/AL, ou seja, minha fonte de aprendizado era animes e mangás (foi assim também que acabei conhecendo os jdramas – caminho sem volta como bem sabem!). Apesar de aprender alguns vocabulários não fui tão longe, e acabei deixando de lado. Anos mais tarde, mergulharia nos cdramas e a partir daí, surgiu meu interesse pelo mandarim. Mas também não é dele que vou comentar (ao menos, não hoje…)

Durante meu tempo em Floresta/PE (naquele período de eleição), não lembro exatamente como o assunto surgiu, mas eu e mamis acabamos conversando sobre Esperanto. E gente, eu nunca, ABSOLUTAMENTE NUNCA, tinha ouvido falar dessa língua. Eis que curiosa como sou fui catar mais sobre ela, e bem, sim, é sobre isso que queria comentar com vocês! Meus dias com Esperanto…

Lets?!

Leia mais »

A Torre de Marfim

Há um tempo atrás, imaginava-se livre ao mesmo tempo que preso em uma torre de marfim. Através de sua única janela, admirava as cores e possibilidades que não tinha coragem de ir atrás. Solitário, mesmo com pessoas ao seu redor. Encontrou uma paz silenciosa dentro de si mesmo, vestiu-se com máscaras que o protegiam do mundo lá fora. Sentia-se um prisioneiro e fez daquela sensação sua companhia constante. Sonhava com o dia que pularia daquele janela, estirando as asas contra o vento em direção ao horizonte que sumia de encontro ao mar; ou talvez, atingisse as águas quentes e desaparecesse na escuridão de tons verdes e azul. Aqueles tons que se mesclavam, lhe traziam esperança, medo e desejo.
E no final, nada além de um sonho…

Leia mais »

Pausa com sol e mar

Hellou Pessoas!!!

Acho que nunca fui do tipo muito “impulsiva”, daquelas que topam tudo sem raciocinar os pros, contras, como se faz”, etc… Eis que mal chego em Recife da semana pós-eleição e topo uma viagem no dia seguinte com as minhas tias para a praia. Do sertão ao litoral, o destino foi “Porto de Galinhas“, onde fica a casa de uma delas, Sandra. Então, lá se foi eu, desfazer uma mala e fazer outra mais simples para outra semana fora de casa. Nem lembro a última vez que fui naquela praia, já que geralmente vou em Carneiros, sem falar que estávamos (estamos) em pandemia, então piorou, né?! Mas vamos lá, vou compartilhar um pouco da minha “pausa no mar”.

Let’s!!

Leia mais »

Com outros olhos

Hellou Pessoas!

Não li nada e não vi nada, então, vamos para outro “momento aleatório pessoal“. Quase um ano de pandemia, chegou a eleição e tive que vir para o interior da minha família votar (Floresta/PE).

Fora a questão do vírus e ainda ter que esperar numa fila no calor, não estava muito animada para vir, ainda mais quando soube que ficaria de “castigo” por uma semana. Não estava muito animada, apesar de gostar da cidadezinha que passei a maior parte da minha vida.

Mas depois de tudo que aconteceu, estava com certo receio do que talvez tivesse que enfrentar. Enfim, faz sete dias que estou aqui… e até agora?!

Leia mais »

O Que Aconteceu em 7-8 meses?!

Helloou Povo!!

Primeiramente, é bom estar escrevendo aqui de novo e MUITAA coisa aconteceu nesses 7 meses, quase um ano, mas que parece ter sido mais que isso. Mas chegaremos lá!
Segundo, inicialmente fazia parte da minha ideia do blog trazer um pouco mais da minha vida pessoal aqui também, e chegou esse momento, apesar que as circunstâncias pra ela, não foram as consideradas ideais (vocês irão entender em breve!).
Eu sumi quando a “quarentena” (de sete meses ¬¬) começou, não porque “não li nada” ou “não assisti dramas”, mas meu “foco” acabou desviado para outra coisa. E, muitas outras, aconteceram também – boas e ruins.

Chega de enrolação e vamos entender o que rolou!

Leia mais »

Compartilhando Músicas

Não tive tanta criatividade pra pensar em um nome melhor pra esse tipo de post – como vocês devem ter notado pela imagem de cabeçalho 😂. No que eu estava pensando ao criar isso? Bem, faz um tempo que tinha comentado, aqui no blog mesmo, que gostaria de começar a compartilhar algumas coisas mais pessoais também.

Sabemos muito bem que já tem muitos blogs por aí a fora escrevendo sobre livros (apesar que esse deixou de ser meu foco há muitos anos) e dramas… Apesar que não costumo ser muito crítica sobre nenhum desses dois temas, como muitos outros, só costumo comentar sobre os que terminei recentemente. Contando como é e o que achei.

Então, bateu aquela vontade de trazer um pouco do meu tumblr pra cá… Só um pouco porque sou muito aleatória por lá.. 😂 quero ver se me animo em escrever ou compartilhar aos poucos coisas que gosto, mais pessoais (ou não). E pensando nisso, resolvi despejar nessa “inauguração” algumas músicas que andei ouvindo recentemente (não necessariamente novas), mas que gostei muito!

Pra que não sabe, uma das minhas outras paixões são as músicas… Desde sempre, passo muito tempo com fones de ouvido, uma grande parte do meu dia tem que ter música, independente do que eu esteja fazendo. Apesar disso, também sou conhecida por só descobrir muitas músicas depois que elas foram lançadas… Tipo, “depois” mesmo!

Chega de blá-blá-blá e vamos ver onde isso nos leva! 😉

Um cantor/rap ou seja lá o que for 😂 que ando apreciando demais as músicas do LAUV... Algumas que gostei da letra… 😍

Abre um espacinho para esse cantor chinês, Eric Chou, que tem um timbre de voz… Você pode até não entender uma vírgula de mandarim, mas garanto que se arrepia quando ouve essa música!

Uma música que (amo de paixão e já conheço há anos) mesmo sem saber a história por trás você já se arrepia, e quando descobre…

Uma letra que atinge até hoje..

italiano também entra nessa “inauguração”…

falando em italiano, aquele cover que você respeita.

Sobre timbres de voz que me arrasam (e letras que abalam)

simplesmente não podia deixar de coloca-lo aqui..

essas letras, letras, letras…

Vou parando por aqui hoje…
Gostei do post e já comecei a criar umas ideias com “categorias de músicas” para os próximos posts. Espero que gostem!
(e sim, estou pensando em trazer minhas amadas OST para cá também!)