Soul (2020)

Hellou Pessoas!

Final do ano passado, mas precisamente no dia 25/12, a Disney lançou em sua plataforma de streaming esse filme aqui. Só bastou dizer “disney” + “animação” na mesma frase que obviamente quis ver, né?! (quem me conhece sabe o quanto sou fã de filmes de animação…) Então, vou falar um pouco sobre ele hoje (devido ao cronograma do blog – que finalmente criei vergonha na cara para arruamr – a postagem acabou ficando quase 2 mil anos depois que assisti ao filme, mas…).

Sinceramente, outra coisa que me atraiu para o filme foi a ambientação praticamente no mundo do jazz, pode tirar os vozeirões e me deixar só com os instrumentais que já surto horrores… jazz é maravilhoso demais!
E como sempre a Pixar+Disney trouxeram um conteúdo adulto junto com elementos fantasiosos, gosto quando eles fazem isso, mesmo que ainda tenham bestas que vá reclamar… affs!

Let’s?!

Joe Gardner é um professor de música em uma escola que está insatisfeito com essa vida que leva, ele acredita que seu destino está nos palcos, fazendo algo mais, sendo alguém mais. Porém, os fracassos o perseguem e as suas esperanças começam gradativamente a diminuírem. Eis que ele finalmente recebe a oportunidade dos seus sonhos, mas tudo muda quando Joe sofre um acidente, sua alma é separada de seu corpo, e claro, que ele não quer pensar na possibilidade de morrer de vez. Então, inicia-se sua jornada num “mundo lúdico” afim de conseguir o que sempre almejou durante toda sua vida.

E aqui temos a exploração magnifica de um tema que requer extrema coragem, importantes questões existenciais, e claro, a entrega de uma mensagem impactante (me lembrei de “Coco” na hora – mais ou menos pelo tema em partes…).

A alma de Joe vai parar numa espécie de limbo, um local intermediário entre o céu e o inferno, ao contrário de “Coco” que aderiu aos tons mais coloridos e vivos (também em questão da cultura mexicana), “Soul” utiliza uma paleta mais “fria”, azulada, mas que nos transporta de fato para este pensamento de mundo lúdico. Nem preciso comentar o quanto o design desse filme é maravilhoso, né?! Estamos falando da “Pixar+Disney”, afinal… E dos criadores de filmes como “Divertida mente” e “Monstros S.A.”. O brilhantismo desse filme está na imensa coragem de focar na mensagem a ser transmitida sem usar de artifícios como “alivio cômico” ou algo do tipo.

Voltando para a trilha sonora… Impecável. Como eu disse antes, estamos no mundo do jazz e que sons foram esses?! As improvisações são magnificas e deslumbrantes, e eu que amo música, tive o prazer de sair catando no youtube a OST só para ouvi-la novamente.

A companheira de jornada de Joe: divertida 22 é presa na insegurança e a apatia da vida humana. O exemplo de limitações que a sociedade pode estabelecer sobre alguém, estabelecendo vias estritas das quais devemos seguir, independente dos seus próprios desejos. Sendo exatamente o oposto da energia alegre e “viva” de Joe. Além disso ela ainda representa as frustações que tendem a levar a caminhos mais tensos e facilmente ignorados em “rodas” de conversa tanto na sociedade como até em certas famílias.
A partir do momento que ela decide ajudar Joe, ela acaba estabelecendo o ponto chave para o autodescobrimento, processo que sabemos não ser nenhum pouco fácil.

A animação é belíssima e as mensagens de suma importância, principalmente nos dias de hoje, quando estamos em pleno século XXI e ainda ignoramos assuntos que deveriam ser de fato falados. O filme trás todas as questões de peso, e dá a devida importância para elas, enquanto percorre todo esse mundo lúdico criado para ele. “Soul” é definitivamente uma carta para aqueles que buscam o próprio caminho, àqueles que não sabem qual caminho trilhar… Relatando essa busca incansável por um propósito, e mostrando, que às vezes é necessário uma ajudinha do próximo para se conseguir chegar onde se quer.
Recomendo muitíssimo!!

Gis la revido!
bye bye ^^

Um comentário sobre “Soul (2020)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s