Julie and the Phantoms (2020)

Hellou Pessoas!

Mil anos atrás, eu vi uma série brasileira que se chamava “Julie e os Fantasmas“, era uma série curtinha com uma história meio louca, mas bem divertida de se assistir, fora a trilha sonora que era muito boa também. Então, após mil anos sem entrar no meu netflix, acabei vendo essa série “Julie and the Phantoms” e fiquei chocada por ser um remake de uma brasileira (porque como bem sabemos, geralmente, é o contrário hahahah). E apesar de não lembrar muito da série original, tinha aquele sentimento que ia curtir essa versão assim como curti a original. E sim, acabei assistindo 😉

Let’s!

Série Original: Julie e os Fantasmas (2011)
Nacionalidade Original: Brasil
| Versão 2020 |
Temporada + Nº eps:
S01 .:. 9
Disponível: Netflix
Status: Renovada para S02 (2021)

Nessa versão aqui – não lembro se na original também – Julie é uma garota que se afastou da música após a morte da mãe. E com isso, acabou perdendo sua vaga no “programa de música” da escola. Mas com a ajuda de três fantasmas que “brotam” na sua garagem, ela acaba reencontrando a coragem para voltar a tocar piano e cantar.
Os três fantasmas em questão são: Luke, Alex e Reggie, componentes de uma banda chamada “Sunset Curve” que antes de sua grande apresentação no “Orpheum” acabaram falecendo 25 anos atrás, ou seja, em 1995.
Agora, eles descobrem que Julie pode vê-los, e todos as outras pessoas também quando eles cantam com ela, logo, os quatro se juntam para fazer suas performances e descobrir como eles podem terminar com seus assuntos inacabados.



Sobre os personagens:

  • Julie – garota com uma ótima voz e habilidade de tocar piano e teclado, ela acabou se afastando disso após a morte da mãe. Surta um pouco – ninguém pode culpá-la por isso – após se encontrar com os três fantasmas. Porém, graças à eles, acaba voltando a tocar… e é bem na cara o crush que ela tem por Luke, mesmo sendo ele um fantasma.
  • Luke – era o letrista, um dos vocais e líder da banda. Ele fugiu de casa para seguir seu sonho de tocar numa banda de rock. Inicialmente ele parece egoísta e narcisista, mas é tudo “faixada”. Sua química no palco com Julie é algo bem notável, e em diversos momentos, os outros chegam a provocá-lo por isso.
  • Alex – é o baterista. É ele quem conhece Willie, outro fantasma que o ajuda a entender a questão dos “assuntos inacabados”, e infelizmente, é esse mesmo “cara” que acaba metendo a banda em sérios problemas. É geralmente o mais emotivo dos três.
  • Reggie – é o baixista que tem muito interesse em perambular pela casa de Julie, principalmente ao redor do pai da garota. Não sabemos muito sobre ele na primeira temporada, então, espero que na segunda ele apareça mais.
  • Flynn – é a melhor amiga de Julie que passou um tempão tentando incentivar a amiga a voltar com a música, em vão. Ela fica um pouco “revoltada” com a história de Julie cantar com hologramas, mas após ser revelado que eles são fantasmas. Ela super dá apoio e praticamente vira a diretora de marketing da banda. (e como os outros ela nota a química entre Luke e Julie) mas incentiva a amiga a focar no garoto vivo de sua escola.
  • Nick – é o garoto do time de lacrosse (ou futebol americano, ñ decorei…) que inicialmente namora a nêmeses da Julie, mas acaba demonstrando interesse na garota ao vê-la cantar.
  • Carrie – é a nêmeses da Julie e também quer ser cantora, ou seja, não fica nenhum pouco feliz com o sucesso que a outra começa a ter com a banda. Ela também é filha do único integrante da “Sunset Curve” que não só sobreviveu como roubou as músicas de Luke.
  • Carlos – é o irmão mais novo de Julie que fica obcecado em provar que existem fantasmas na casa dele, e por isso, o único além da irmã que sabe que os integrantes não são hologramas.
  • Caleb – é um fantasma poderoso que como todo personagem “poderoso” não é nenhum um pouco bem intencionado. É graças à ele que o trio fica com sérios problemas, não que ele vá deixá-los se livrar assim tão fácil.

No geral:

(não vou conseguir fazer comparações com a versão original, porque faz muitos anos que vi e não lembro de quase nada dos detalhes… então…)

  • Verdade seja dita, a trilha sonora é realmente muito boa…
  • a atriz que interpreta a Julie realmente conseguiu mostrar a química que tem com o Luke.
  • os atores que fazem os três fantasmas realmente tem boas vozes;
  • o ator que interpreta o Luke é realmente um charme… (e só me lembrei do Jesse da série de livros “A Mediadora”, bem que eles podiam “ressuscitar” ele de alguma forma pra ele ficar com a Julie no final, né?!)
  • eu realmente não lembro de ter um cara, tipo o Nick, interessado na Julie na versão original…
  • 9 episódios foram muito poucos Sra. Netflix…. Favor fazer logo a S02! Quero pra ontem!!
  • Adorei a “química” do Reggie com o pai da Julie – mesmo sendo unilateral, como ele mesmo diz.
  • esperando ver o que vai rolar na S02 depois daquele final dessa S01;
  • e claro, o que raios o “Bobby” (o único ex-integrante vivo) vai fazer agora que viu os “fantasmas” no palco com a Julie…
  • Resumo: adolescente + remake de série BR (raro de acontecer) + músicas boas + história leve e clichêzinha que a gente ama ver + shipper impossível, mas torcemos mesmo assim (a não ser que eles deem uma de “A Mediadora”, esperoooooo!!!!) + poucos episódios + S02 confirmada.

versão brasileira (ORIGINAL) – 2011-2012

Até a próxima | Ĝis la revido!
bye bye!

2 comentários sobre “Julie and the Phantoms (2020)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s