Pausa com sol e mar

Hellou Pessoas!!!

Acho que nunca fui do tipo muito “impulsiva”, daquelas que topam tudo sem raciocinar os pros, contras, como se faz”, etc… Eis que mal chego em Recife da semana pós-eleição e topo uma viagem no dia seguinte com as minhas tias para a praia. Do sertão ao litoral, o destino foi “Porto de Galinhas“, onde fica a casa de uma delas, Sandra. Então, lá se foi eu, desfazer uma mala e fazer outra mais simples para outra semana fora de casa. Nem lembro a última vez que fui naquela praia, já que geralmente vou em Carneiros, sem falar que estávamos (estamos) em pandemia, então piorou, né?! Mas vamos lá, vou compartilhar um pouco da minha “pausa no mar”.

Let’s!!

Dia 1: Chegamos em Porto de Galinhas

E se vocês pensam que a primeira parada foi deixar as coisas em casa, estão enganados. Primeira parada foi a “vila de Porto” (é assim que chamam), atrás de um correio (sim, não leram errado… Correio. Ainda existe isso, por mais que algumas pessoas não acreditem… hahahaha). Enfim, eu precisava enviar as cartas que escrevi no interior, antes que juntasse mais… E me conhecendo, é claro, que iria juntar mais. hahaha
Pós correio, nada como um rápido passeio na vila e aí sim, parada na casa pra deixar as coisas em ordem, jogar as malas nos quartos, fazer o almoço (porque não somos ricas, apesar de eu não parar em casa hahaha) e curtir.

Então, por ser o dia 1, foi bem mais leve..
Apesar do momento “andei, andei, andei, até não encontrar” (como não disse a música do Zezé de Camargo e Luciano), onde procurávamos uma pousada e o povo só sabia informar que era “em frente” e nada mais. ¬¬ Isso estávamos a pé… Quase andamos até Macaípe e nada da peste da pousada… Claro que desistimos e voltamos pra casa, já que estava ficando de noite.

Dia 2-3: Praia + Pôr do Sol em Macaípe

Acordar cedo, não por conta de remédios, mas porque a praia está a dez passos de distância, uma praia que você pode entrar de boas e não tem tubarão. Começamos o dia com café reforçado, uma caminhada de boas com os pés na areia… Já notaram o quanto isso é relaxante?! Só andar com os pés na areia, o vento em seus cabelos e o mar bem ali ao lado?! Ainda mais quando você não tem compromisso e nem boletos pra pagar… Sua única preocupação é colocar o protetor por conta do sol (no meu caso, pelo menos).

Exatamente às 17h, estávamos onde se pegam as barcas para ver o pôr do sol em Macaípe – você pode ir andando também – queríamos uma versão diferente para o passeio, já que uma amiga do RS de uma das minhas tias estava com a gente. Sobre esse passeio: vale a pena, ok?! Mas se você puder ir andando, vá… Não é tão longe assim, e é bem legal a caminhada. Espero também que no dia que você for não tenha tantas nuvens como o dia que fomos… Ainda assim… Foi muito agradável e relaxante.

Dia 4: Ainda em “Porto de Galinhas”

Vamos deixar de ser “turistas” e se misturar aos locais. Andar na praia de manhã virou rotina (pós-café da manhã, claro), voltar pra casa pra fazer o almoço após se jogar nas ondas do mar. Aquela relaxadinha pós comer, minhas tias iam cochilar e eu aproveitava pra estudar idiomas: “mandarim e esperanto” (inventei de começar esperanto quando ainda estava no interior).

E vamos ficar nas praias perto de casa, porque ninguém tá com coragem de pegar o carro para ir para mais longe… Vamos resumir para churrasquinho de preguiçoso e piscina. Aproveitando para dar aquela adiantada na leitura e morrer de rir das “lives” da minha tia. hahaha E se somos locais, temos que comer ao menos em algum canto local… E se esse lugar for duas ruas depois, melhor ainda. Destino: Sereia Café Gourmet

Sério, se vocês forem à Porto de Galinhas, não deixem de ir. Fomos umas 3x enquanto estávamos lá, mas nas outras, esqueci de tirar foto (triste, levando em considerando quem sou eu!). A primeira vez foi essa ai das fotos, e por estar um dia quente demais, fui de café gelado. Mas nas outras reversei entre um mocha e uma soda italiana. Comida muito gostosa, atendimento excelente, o local pertence a uma família muito simpática e que adorei conhecer. Com certeza, voltarei lá outras vezes…

Dia: 5-6: Porto de Galinhas + Voltar pra Recife

O dia que acordei mais tarde (choquem-se: 9h) e ainda bem que não iríamos fazer o almoço, fomos pegá-lo no bar do Marcão em Maracaípe. Caranguejo. Amoooooo!!! Aparentemente, o bar é bem famosinho entre os surfistas, meu primo é um deles, e minha tia acabou conhecendo a cozinheira de lá. Caranguejo em mãos – vários deles – e retornamos pra nossa casinha com piscina de plástico infantil na “cobertura”.
Minhas tias na versão “gourmet” da coisa, com seus martelinhos em mãos, e eu, na versão, sobrinha de cachaceiros, abrindo os bichinhos com as mãos mesmo. Esse negócio de martelinho nas minhas mãos é um perigo… Pra mim mesma e pra mesa de vidro. hahaha (Porém, temos que adimitir que é bastante relaxante martelar alguma coisa hahahah)


O único problema de ser comer caranguejo desse jeito, é a sujeira, mas por ser o penúltimo dia… A piscina infantil encontrou seu destino, lavando o chão da “cobertura”. Nada como ecologicamente reutilizar a água. hahahah Cabelos cacheados precisam de um tratamento mais potente, ou seja, também foi dia de fazer uma hidratação… Nada de deixar os cachos ressecados!

E quando achei que tinha me “livrado” de “Gilmore Girls” (vocês não sabem, mas minha tia Celena recentemente descobriu a existência dessa série e passou uns 5 meses completamente viciada nessa série… chegando a me ligar de 6h pra traduzir videos de entrevistas passadas do elenco), enfim, quando achei que me livrei… Eis que ela e tia Sandra começam a rir que nem loucas lembrando de cenas da série, e fazem o quê?! “Furtaram” meu tablet pra rever os eps da série… E essa foi nossa última noite… Entre risos sobre “Gilmore Girls” e Aperol.

Dia seguinte foi acordando, comendo, tomando banho e jogando as malas no carro, hora de retornar pra Recife.. E sim, ninguém, ABSOLUTAMENTE ninguém, estava feliz com isso. hahahah
E já que retornar não era opção, e sim, obrigação… Paramos no “Rei das Coxinhas”, porque ninguém é de ferro! Até que mantivemos uma alimentação balanceada e bem saudável na praia… Mas concordem comigo, não estávamos mais na praia, né?! hahahah

Cheguei em casa descobrindo que mal iria “desfazer” aquela mochila pra fazer uma mala, dessa vez. Novo destino: casa dos meus pais.. Aqui em Maceió, onde estou agora. E em breve, trarei mais relatos sobre esses dias por aqui. Prometo mais praias e talvez, mais dicas de filmes ou outra coisa que aparecer.
E vocês?! O que andam fazendo?!

Até a próxima,
bye bye!

3 comentários sobre “Pausa com sol e mar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s