O Arcano Nove

Continuando a reler essa série que amo (“A Mediadora”, caso vocês não lembrem 😂), terminei o segundo livre e já me peguei com o terceiro… Por serem livros não tão grossos, eles são bastante rápidos de se ler. 😉

Título Original: Ninth Key
Série/Trilogia: A Mediadora #2
Autor(a): Meg Cabot
Editora: Galera Record
Gênero: YA – fantasia – romance
Inicio: 02/07/19
Término: 02/07/19
Rating: 🖤🖤🖤🖤

pode conter spoilers!

Após sobreviver aos ataques de Heather e mandá-la dessa para melhor super à força, Suze é repreendida pelo Pe. Dom que quer tentar fazê-la entender exatemente o que é ser uma medioadora e como ela deveria agir nessas situações. Já que o Pe. não acredita que usar a violência é um bom método de mediar os fantasmas.

Além disso, a festa de Kelly rendeu alguns frutos: Suze teve uma reação alérgica pavorosa a uma planta, mas acabou conhecendo Tad, um garoto que parece bastante inclinado em se tornar seu namorado. Isso claro, se a garota conseguir lidar com duas coisas que parecem estar no meio do seu caminho:

Primeiro, o fato de Suze acabar conhecendo o pai de seu “futuro namorado” devido a uma fantasma gritante que a acordou durante à noite com uma mensagem inusitada: “diga que ele não teve culpa da minha morte“. O problema é que o homem é um tanto estranho e, parece ter sim culpa de algumas mortes.

Segundo, Jesse. Nosso lindo fantasma resolveu ser testemunha do primeiro beijo de Suze e parece não ter gostado nenhum pouco desses “avanços”, agindo como ela mesmo diz como “um namorado ciúmento”.

“Eu posso estar morto há cento e cinquenta anos, Suzannah, mas isso não significa que não saiba como as pessoas se despedem. E em geral, cada um fica com a língua na própria boca.”

Como confusão nunca é demais… Os amigos de Suze acabam levando-a para conhecer a “médium” da cidade, que por acaso, também é tia de Cee Cee, a mais nova amiga da mediadora. Enquanto a médium supostamente falhava em sua performance, já que repetidamente tirava a mesma carta em seu tarô, “O Arcano Nove“, Suze acaba invocando sem querer o espirito de uma das supostas vítimas de Red.

Então, as cituações complicadas se acumulam quando a própria mãe da garota fica extremamente radiante com a possibilidade de sua filha, enfim, ter um namorado e uma vida social mais ativa. E como sempre, haja problemas para Suze resolver em pouco tempo, ainda mais quando ao que parece ela deu a mensagem do fantasma para a pessoal errada, atraindo a atenção de quem não deveria.

Tenho que dizer que a Suzannah, por mais adolescente que seja, é um tanto quando imprudente e bastante idiota… 🙄 Me explica mesmo, porquê essa criatura não investiga um pouco o povo antes de sair por aí dando as “mensagens dos mortos” para os vivos?! 🤔 Ela com certeza seria capaz de se meter em menos confusões se fizesse isso, ou ao menos saberia bem onde está se metendo…

Não é a toa que o pobre Jesse vive preocupado com ela… Falando em Jesse, ah, essas cenas de ciúmes… maravilhosas!!! Tenho certeza que nem o Patrick Swayze (naquele filme dos anos 90, “Ghost”) me fez suspirar tanto quanto o Jesse me faz. 😍 Simplesmente amo!

Vamos aos detaques desse livro:

▪ O pai dela, finalmente, deu as caras (não que tenha sido de grande ajuda, como ela mesmo diz…)
▪ o pai dela x Jesse 😂
▪ Jesse ciumento 😍
▪ Pe. Dom x Suze sobre o Jesse
▪ A capacidade que essa garota tem de não usar se quer 0.00005% do cérebro 🙄😒 é realmente impressionante!
▪ Mais apariçõe do Brad, e claro, do David 😍
▪ Aparecimento de novos poderes?! Hum…. 🤔 Será?!
▪ Boas noticías “made in NY

🔲 Partiu próximo livro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s