Timeless

Como uma boa viciada em series (e dramas, filmes, etc), ficou danada da vida quando as emissoras resolvem encurtar ou simplesmente cancelar as séries que estou surtando. Acho que todo mundo fica fulo, né? Bom, lá no final de 2016, eu descobri a existência de “Timeless” e me apaixonei completamente por ela…

Apenas para chegar dois anos depois e descobrir que a NBC resolveu cancelar meu show! 😭 Felizmente, eles tiveram o bom senso de lançar uns episódios especiais que dariam nossa maravilhosa conclusão, não nos deixando assim num completo vácuo. 🙏

Existe uma versão em espanhola dessa série (El Ministerio del Tiempo) que foi ao ar em 2015 e ao que parece ainda está rolando… Ou seja, “Timeless” é basicamente um remake.

Título Original: Timeless
Temporadas: S02 (+ um especial que concluiu a série)
Nº de Eps: 28
Ano: 2016-2018
País: EUA
Adaptado de: El Ministerio del Tiempo (2015)
Gênero: sci-fi – histórico – remake
Stars: Abigail Spencer, Matt Lanter, Malcolm Barrett, Goran Visnjic
Rating: 🖤🖤🖤🖤

A história central é a seguinte:

Alguém desenvolveu uma máquina do tempo. Eis que uma sociedade secreta rouba essa máquina, decidindo fazer alterações no passado em prol de obter poder, além de tudo mais o que desejar… Literalmente eles querem mudar o destino do mundo. Eis que existe uma ala secreta no governo americano que foi desenvolvida para evitar essas alterações, ou seja, manter a ordem das coisas… Impedir que a história seja mudada.

Para isso, eles precisam de um especialista, alguém que seria capaz de saber exatamente o que se passou nessas épocas, capaz de lembrar qualquer minimo detalhe que seria importante para impedir um desastre… E é aí que entra a protagonista, Lucy Preston. Uma historiadora e professora que acaba sendo convocada para ser a nova líder da equipe “Lifeboat” (*salva-vidas – o nome da máquina).

Claro que só porque você é especialista em história não garante que você sobreviva aos perigos que possam a vir acontecer em outro tempo, para garantir a segurança do cérebro das missões, junta-se a ela Wyatt Logan, um soldado americano da Delta Force. E como toda nave (a máquina parece mais uma nave espacial no maio estilo Doctor Who 😂) precisa de um piloto, o último integrante da equipe é o Rufus Carlim.

O problema é que inicialmente os três acham que só estão viajando pra evitar que um bando de malucos mudem a “ordem natural” das coisas, mas quando eles retornam da primeira missão, descobrem que o buraco é mais embaixo. Até porque, as coisas estão um tantinho diferentes de quando eles entraram na máquina a primeira vez. E é aqui que tá o xis da questão. Nem tudo é o que parece e todos querem recuperar o que perderam!

Eu gostei muito da série, apesar de me perder um pouco na história americana que não é uma área que eu possua muito conhecimento (e confesso que não cheguei a checar se alguma coisa que mostra na série foi ligeiramente parecida com a realidade). 😂

Mesmo assim, não tiveram episódios monotonos e parados… Na verdade era bem o oposto disso, mas nada que possa cansar de mais a cabeça de alguém. Achei bem empolgante na verdade. E algumas missões deles eram de tirar o fôlego.

🔳Sobre os personagens: os protagonistas meio que perderam alguma coisa que acaba significando muito na história (e causando diversas confusões ao longo do caminho).

Lucy Preston – ela entra na máquina só para descobrir ao retonrar que sua irmã não existe mais. Então, inicialemnte trazer a irmã dela de volta é o que a faz continuar no “lifeboat“. Aí depois ela descobre que pode ter ligações com os loucos da sociedade secreta (vulgo os vilões) e quer tirar toda a história a limpo.

Wyatt Logan – um dia foi casado, mas após ter uma briga com a esposa e essa não retornar pra casa, ele acaba descobrindo que ela foi assassinada, e o cara nunca foi pego. Então, ele meio que age como se não tivesse mais nada além de ser um soldado.

Lucy & Wyatt – eles tem uma maneira diferente de pensar sobre as coisas, e claro, agir. Mas ao longo das missões, eles aprendem a confiar um no outro e a entender o outro (o que nos faz shippar loucamente 😍). É suuuper óbvio a atração e o interesse que eles tem um pelo outro, mas além do “trabalho” ainda tem toda a “bagagem” entre eles.

Sem falar nos diversos momentos em que eles flertam só para o Wyatt acabar em cima do muro novamente… Affê! Estressante! Literalmente lembra aquela velha expressão “gato e rato”, sabe? Meio que a Lucy vai, e ele recua… Aí quando ele decide agir, acontece alguma merda.. E eles voltam ao ponto de partida… Frustrante! (mas são só alguns momentos, relaxem! 😂)

Rufus Carlim – acho que ele é o único personagem que não tem uma perda logo de cara… Nem no “presente”, como é o caso da Lucy, e nem no “passado”. Incialmente ele tem aquele papel de aliviar a tensão entre os outros personagens, mas com o tempo, as situações vão trazendo certa carga e ele acaba mudando de acordo com os momentos.

Garcia Flynn – também é um soldado e o cara que rouba a máquina do tempo (a máquina mãe, a orginal). Ele costumava ter uma família, mas eles morreram, então, ele decide voltar no tempo para salvá-los, só pra descobrir que não era possível… E é aí que ele descobre sobre a sociedade secreta e decide tocar fogo na história.

Flynn & Lucy – pela maneira que o Flynn fala você percebe que ele tem algum tipo de “passado” com a Lucy, mesmo que ninguém entenda como (a não ser que use 2 mais 2 e lembre que existem máquinas do tempo na história). Ao longo da história, a gente também percebe que ele não é exatamente quem parece ser… Afinal, como já disse um dos livro que li essa semana: “até as pessoas boas são capazes de fazer algo ruim se encontrarem uma razão para isso“.

E sim, eu shippei esses dois 😍 Como eu disse antes, o Wyatt tem momentos que fica em cima do muro (ok, alguns desses momentos tem certa lógica devido a acontecimentos na história…) mas a maioria é só ele em cima do muro mesmo.. E ai entra o Flynn. Lá está a Lucy sozinha, sofrendo e o Flynn aparece para ajudá-la, consolá-la, flertar, fazer palhaçada… enfim, vocês entenderam! Sim, shippei, shippei nível hard! 😂😍

Enfim, fiquei suuper decpcionada ano passado quando a NBC anunciou que a série seria cancelada (coisa que não entendo porque lá fora ela era bem vista…), mas pulei da cadeira quando eles tiveram a consideração de lançar um episódio final maior dando, enfim, um desfecho para tudo, que por sinal foi be construído… Nada de acontecimentos apressados e sem lógica 🙏

Não cheguei a assistir a versão original da série, apesar que tem no netflix até bem completinha, pensei até em ver quando acabou essa versão, mas acabei desistindo pelo simples fato que já estava acompanhando coisas demais naquele tempo (o que não mudou muito de lá pra cá 😂). Mas vou ver se dou uma chance à ela.

Tentei não entregar os spoilers até porque são duas temporadas (+ o especial) e não tem como você falar de uma coisa sem acabar falando de outra, né? Ainda mais nessas séries sci-fis que envolvem viagem no tempo… “Dark” está aí pra provar isso! 😂 (vou tentar falar dessa outra série depois… 😆)

Espero que tenham gostado, e

🔲 Fica a dica!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s