Not If I Save You First

Ally Carter é uma autora que conheci nos vários fóruns que traduziam livros na internet, na época em que achar ebooks de graça para baixar era muito mais fácil que hoje em dia… Acabei conhecendo e adorando a série que ela escrevia naquele tempo, “Gallagher Girls“, e até hoje é uma das minhas queridinhas no gênero YA.

Então quando me deparei com esse ebook aqui em um site aleatório, torci para ter disponibilização para baixar (porque acho mais fácil ter em mãos no meu kindle que ficar dependendo de ler apenas online) e por sorte, tinha! 😍

Título: Not If I Save You
Autor(a): Ally Carter
Editora: Scholastic Press
Gênero: YA – ficção – romance
Inicio: 01/07/19
Término: 01/07/19
Rating: 🖤🖤🖤🖤

*pode conter spoilers*

Para Maddie e Logan ouvir um helicoptero pousando significa uma coisa em comum: “Papai está em casa“. O pai de Logan nada mais é que o presidente dos EUA, enquanto o pai de Maddie, é o chefe do serviço secreto. Ser filho do presidente não tem lá muitas vantagens no ponto de vista do garoto, a não ser por Mad Dog (vulgo Maddie) sua única e melhor amiga.

A presença dela completa sua vida solitária cercada por protocolos e seguranças. As duas crianças gastam seu tempo ficando “fora do caminho” dos adulto e explorando as passagens secretas da Casa Branca. E o que era para ser mais um evento sem graça, porém, aturável já que Maddie estaria com ele, acaba mudando tudo de uma hora para outra.

Eis que os russos estão na Casa Branca para um acordo político; as crianças estão fazendo o que fazem de melhor, “ficar fora do caminho”; então, a primeira dama sofre uma tentativa de sequestro; e tudo que Maddie consegue ver são tiros por todos os lados, e após isso, tanto seu pai quanto seu amigo estão caídos no chão.

Então seu pai está vivo, mas Maddie se vê no meio do nada, cercada por árvores, neve e vida selvagem. Sem telefone, sem internet e principalmente, sem Logan. Maddie um dia chegou a acreditar que eles seriam amigos para sempre. Agora, ela e seu pai estão no Alaska, a quilometros de distância de qualquer outro ser humano, sem nem fazer a mínima do porquê.


Seis anos depois, agora com seus dezesseis anos, a vida que um dia tivera nos corredores da Casa Branca parece mais um sonho que uma memória real. Sua vida agora se resume a ela, seu pai e os animais selvagens que tenta manter fora de sua cabana. Após anos sem nehuma palavra do “ex amigo“, Maddie quer distância do mesmo, ela tem lenha para cortar, tarefas para fazer, sua vida social está bastante ocupada… Até o dito cujo aparecer na porta de sua cabana e a garota querer matá-lo.

Logan está sendo punido pelo pai por tudo que aprontou durante os seis anos que ficou longe de Maddie, ele só não contava que sua “pena” seria paga justamente no local em que encontraria a pessoa que mais sentiu falta durante todos esses anos. E mais ainda, não contava em ver que sua tão conhecida Mad Dog parecia não existir mais. Aquela jovem o encarando com os olhos frios e sanguinários não parecia nenhum pouco com sua garota.

O garoto quer se redimir e reecontrar sua Mad Dog que não demonstra um pingo de felicidade ao vê-lo, mas no processo percebe que sempre sentiu por ela mais do que uma simples amizade. Enquanto Maddie, tenta não degolá-lo enquanto ele dorme… Mas os planos dela são interrompidos quando um russo os surpreende e sequestra Logan. Eis que matá-lo virou sua missão número dois, já que salvá-lo é sua nova prioridade.

‘If anything goes wrong in there, I’ll save you.’

‘Not if I save you first.’

Not If I Save You” é um livro único, nada de séries… Por um lado é ótimo porque o final é o final mesmo, tudo é resolvido e não vou ficar morrendo por uma coninuação. Por outro, gente, eu queria uma continuação, sério! 😍 Fiquei com aquele gostinho de quero mais. E sinceramente, o final deixa sim uma brecha para ter outro livro se a Ally Carter quiser nos trazer Maddie e Logan novamente. 😍 Não sei se gosto ou não dessa opção 🤔😂

Gostei do livro por ter uma “pegada” bem parecida com a série que amo (Gallagher Girls): aquela leve mistura de ação, aventura e um bom romance… Com mocinha corajosa, decidida, teimosa, esperta, daquele tipo que não espera ser salva, sabe? O tipo que vai lá e faz… Planeja e executa. Enfim, vocês entenderam! 😆

A Maddie de boba não tem nada, apesar de ser ótima em fingir que é. Apesar de fingir ser indiferente a presença do Logan novamente em sua vida (e ela é boa em fingir pra ele isso), ela ainda está magoada pelos seis anos de silêncio e não pensa em perdoa-lo nem tão cedo. Nem mesmo quando ele é sequestrado…

Tipo, ela vai atrás dele? Claro. Ela não vai deixar o filho do presidente ser morto. Ela ainda o vê como amigo? Sim, mas está com raiva (e com toda razão!). Seis anos de silêncio é o bastante para matá-lo? Sim, mas quem tem que fazer isso é ela, e ela chegou primeiro.. Então, russos… saiam da frente.

Por outro lado, o Logan apesar de passar os seis anos deixando as pessoas acreditarem que ele é um inútil, e só tem importância por ser o filho do presidente, ele é apenas solitáro. Para ele, o que aconteceu anos atrás criou certo trauma, afinal, ele tinha apenas dez anos…

Na cabeça dele, ele é o culpado. Se não fosse por ele, o pai da Maddie ainda estaria na Casa Branca; se não fosse por ele, as pessoas que ele gosta e se importa, não saíriam machucadas (uma lógica meio deturpada, mas ele era uma criança, então não o julguem!).

Agora que ele a reencontrou, a falta que ele sentiu dele (e ignorou por todos esses anos) o acertam em cheio… E sentimentos que ele guardava bem distantes da superficie, começam a querer ver a luz do dia, por assim dizer. Mas primeiro, ele tem que fazer com que ela o perdoe.

Gostei muito do livro (como já disse lá em cima, mas vou repetir aqui em baixo mesmo assim 😆), gostei dos personagens; da construção das personalidades deles; e como apesar de tudo aocntecendo ao redor deles, os pedidos de desculpa não foram aceitos assim do nada e tão rápido. Tipo, eles estavam em uma situação dificil e poderia ter aquele momento “vamos esquecer os seis anos de sofrimento e só pensar no agora“.

De certa forma, teve, mas foi um pouco mais equilibrado.. Um acontecimento ruim atual não apaga os seis anos (só acho!), e de certa maneira, não apagou. Eles tiveram o momento de “perdão”, não foi ignorado os seis anos. Mas houve um entendimento, aquele momento “vamos soltar as verdades entaladas e seja o que deus quiser”.

O que gostei bastante… Porque fico chateada quando os autores resolvem ignorar o sofrimento passados dos personagens para dizer que o acontecimento atual é motivo suficiente para haver perdão imediato. Hunf! Mando logo pastar, não vou mentir!

Já disse que gostei do personagens; do andamento; da história; vamos para alguns detalhes na história (o famoso “destaques merecidos” dos posts de dramas/série/filmes):

▪ Logan de dez anos extremamente ansioso para ser salvo do tédio quando a Mad Dog chegasse à Casa Branca; 😍
▪ Mad Dog de dez anos mostrando ao serviço secreto que tem conhecimento de passagens secretas que eles desconhecem;
▪ todas as cenas que o Logan viu como “amorosas” só para descobrir que a Maddie tinha outra coisa na cabeça; 😂😂
▪ as cenas fofas em que a Maddie achou que o Logan estar ali era apenas um sonho 😍 (ao mesmo tempo que acordada, e o cérebro em pleno funcionamento, negava a importância daquele fato na cara do Logan); 😂

▪ 👏 para o casamento perfeito dessa frase com o livro: “Até mesmo boas pessoas podem fazer coisas ruins se tiverem apenas um pouco de razão“;
▪Com quem eu falo para a Maddie ganhar uma medalha de “garota sobrevivente”?! Porque essa aí é dura na queda, viu?! 👏
▪ Eu esperava um pouco mais do Charlie… Pobre Charlie! Por favor Ally Carter, se fizer um segundo livro o traga de volta!!!
▪ Só acho que a Maddie devia estudar na escola das “Gallagher Girls“, tem futuro viu? Só acho! 😂

*Ah, eu li o ebook em inglês, não sei nem si esse livro chegou a ser lançado por aqui.
Lembro que quando comecei a ler a série “Gallagher Girls”, ele também não havia sido lançado aqui.. Só uns anos depois que chegou no Brasil.

🔲 Fica a dica!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s