Full House (2014)

Esse foi o drama que comentei no post de “Kiss Me” que tentei assistir como “primeiro lakorn”, mas acabou não dando muito certo. Justamente porque estranhei demais a sonoridade da língua e acabei largando o coitado por completo. Só depois de “Kiss Me” foi que me animei a tentar vê-lo novamente e sair em busca dos episódios com subs em algum idioma que eu entendesse.

Já tinha assistido a versão original (coreana) em 2004, se não me engano.. Faz muito tempo e tenho memória péssima para datas, mas assisti no ano que saiu mesmo! Só que –  me desculpem quem gosta  –  detesto o Rain e não consegui “amar” o drama. Fiquei apenas no gostar… E nem dei muito bola pra todo o Auê que faziam a respeito (ah não ser a OST..) Mas com essa versão a coisa foi MUITO diferente… Por quê?! Let’s Go!

Título: Full House / Woon Nuk Ruk Tem Barn
Temporadas: S01
Nº de Eps.: 20 .:. 50 min
Ano: 2014
País: Tailandia
Versão Original: Coreano “Full House(2004)
Gênero: remake – romance – comédia
Rating: 🖤🖤🖤🖤😍
Onde Encontrar: hoje em dia, não faço ideia..

O Protagonista: Mike (Mike Pirath/D. Angelo)

Ele é dedicado com o que/quem ama, pode ter seu lado mimado, teimoso, egoísta… Mas tem um MEGA lado fofo, charmoso, brincalhão, atencioso e as caras de bocas dele eram ótimas. Mike sem sombra de dúvida me encantou mais que o “Rain”.

A Protagonista: Aom-am (Aom Sushar)

Ela é faz de tudo para realizar seu sono de ser roteirista, ou seja, é esforçada, mesmo em todas as situações que ela passa, não deixa se desanimar (quando não envolve um certo alguém pelo menos…😒) Além de ser divertida, atenciosa, igualmente fofa e brincalhona que nem o Mike.

Os dois juntos: #AoMike (como os fãs chamam…)

Simplesmente são a PERFEIÇÃO!!! Porque eles não tem apenas química… Nãoooo! Eles têm um relacionamento de verdade no subconsciente deles, porque não existe duas pessoas que combinem tão bem quanto esses dois. Já me tornei uma #AoMike de carteirinha. 😍

Essa versão de “Full House” focou mais no casal que naqueles dramas chatos e cabulosos que já sabemos quais são… Eles tiveram um foco que não deixou a coisa toda cansativa, o tempo para tudo acontecer gradativamente ficou mais natural, de certa forma.

E eles não eram apenas fofos nas cenas fofas… Eram em todas as cenas! 😍Você “vomita arco-íris” sempre que eles aparecem. Até nas brigas… Não tem como não amar as cenas com as briguinhas infantis dos dois. O fato é que independente de qual cena era, se tinha esses dois juntos, tudo era bem melhor. #AoMike é vida! 😂😂😂

O cara que queria ser “o cara dela”: Guy (Panichkul Uttsada)

Esse sabia provocar os ciúmes desconhecidos para o Mike, viu? Pelo menos ele ajudou o Mike a perceber o que realmente sentia pela Aom-am 😂😂 Mas tive raivinha dessa pessoa inconveniente.

A mulher que não sabia quem queria: Mintra (Janesuda Jane)

Essa pessoa não sabia quem queria… Ela é a amiga de infância do Guy e do Mike. Fica arrastando asa para o Guy, mas ao mesmo tempo dá corda para o outro. Leva o fora de um, e quando vê que o outro está começando a se afastar dela, corre atrás… Sinceramente, ela foi muito mimadinha pelos dois caras e queria os dois para ela e pronto!

A Família Dele:

Não tem como não amar a avó dele… Sério!!! 😍Essa velhinha simpática, vivia “perseguindo” a Aom com suas “aulas”, mas as duas se divertiam muito. A mãe dele, sempre por perto da Aom e pronta para dar um puxão de orelha no Mike. E o pai dele, mesmo com o problema entre eles, não tinha como não ser #TimeAom se foi graças a ela que conseguiu se reconciliar com o filho.

A Familia Dela:

Foi graças a irmã e o cunhado que Aom se meteu no problema inicial e acabou conhecendo o Mike. O que achei bem melhor que o original, que são os amigos dela… Outra ponto que lembro (para a comparação) é que nesse caso, a situação toda em si, ficou mais fácil aceitar o “perdão” que a Aom deu a eles. Lembro que fiquei com raiva na versão original sobre isso… 😂😂😂

Conclusão:

ASSISTAM! #AoMike é amor! Eles vão roubar o seu coração. Eles são fofos, adoráveis, infantis, companheiros, teimosos, divertidos… E mereceram toda a atenção que tiveram nesse drama. Então, dê uma chance à eles, ok?

🔲 Fica a dica!

*repost*

Um comentário sobre “Full House (2014)

  1. Eu tenho um amor enorme por esse Lakorn, meu primeiro Lakorn não vi a versão coreana e confesso que pela impressão de quase todos que viram ambos e falaram tão bem do lakorn quanto o coreano nem tive mais vontade de ver..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s