Clockwork Prince #2

Eu tinha esse maravilhoso plano de terminar a trilogia no feriadão da Páscoa (e quem sabe começar a série que deu origem a esse mundo dos Shadowhunters), mas isso não aconteceu. Ir para o meu sertão (Floresta/PE) e juntar alguns primos me mantiveram longe dos livros e de qualquer outra coisa que não fosse: jogos de tabuleiro, piscina, diversão na fazenda e claro, chocolates… Ao menos consegui terminar o segundo volume! 

 

Título: Clockwork Prince
Série/Trilogia: The Infernal Devices #2
Autor(a): Cassandra Clare
Editora: Simon & Schuster
Gênero: fantasia – ficção
Inicio: 06/04/19
Término: 19/04/19
Rating: 🖤🖤🖤🖤🖤
Notas (pode conter spoilers):

Após descobrir quem é o Magister e que Nate, alguém em quem sempre confiou estava, na verdade, trabalhando para o grande vilão da história, Tessa decide permanecer no Instituto de Londres, afim de descobrir mais sobre os planos de Mortmain e como ela se encaixa no plano dele.

Claro que só porque tem um maluco que diz que a criou atrás dela, esse não sua única preocupação, o coração de Tessa se divide entre: o complicado Will (mesmo este a magoando ao falar barbaridades para ela) e o atencioso Jam, a quem ela recorreu para manter-se afastada de Will.

Eis que o livro começa nos revelando o porquê do Will agir como um babaca completo: ele acredita ter sido amaldiçoado quando tinha doze anos por um demônio que libertou acidentalmente da Pryx. Segundo o tal demônio, todas as pessoas que ele gostasse morreriam (e na mesma noite sua irmã morreu deixando-o aterrorizado – motivo pelo qual ele foge de casa, lembram?) Por isso, ele recorre à Magnus Bane para ajudá-lo a acabar com essa maldição.

Problemas “amorosos” à parte, Charlotte corre o risco de perder o Instituto, e, consequentemente, do Conclave de Londres e todos sabem que ela vive para aquilo. E por quê? Porque o detestável Benedict Lightwood que sempre quis o Instituto para si mesmo (e claro, não é a favor de mulher comandar coisa alguma) desafia a capacidade da Shadowhunter, e o Cônsul Wayland, acaba estabelecendo um prazo de duas semana para Mortmain ser encontrado, caso contrário, Benedict teria o que queria.

Começa a “corrida maluca” atrás do vilão, antes que o mundo dos habitantes do Instituto se destrua completamente. O único problema é que eles mal sabem que novamente há um espião entre eles.

 

🔳 Novos personagens surgem nesse livro, novos perigos, perguntas são respondidas e outras vão se acumulando no percurso da reta final dessa série. Antes de reler a trilogia, eu pensei “poxa, não lmebro de quase nada..” ou “lembro de modo geral, sem saber exatamente que livro é o que”.

🔳 Mas a medida que fui relendo, os fatos se juntaram na minha cabeça como um quebra-cabeças, apesar que tiveram alguns detalhes que conseguiram mais uma vez me pegar de surpresa (aquele final, por exemplo) já que não lembrava de maneira nenhuma.

🔳 Como sempre, achei que essa galera merecia uns tapas por tamanha inocencia em acreditar nas pessoas… Pelo amor!!! Parem! (eis que o espião era muito lógico no meu ponto de vista).

🔳 Eu sei que o Will tinha seus motivos pra agir como um imbecil, mas ainda assim, sou #TeamTessaJem e surtei muito nesse livro, justamente por eles estarem se aproximando e ter muitas cenas deles juntos.

🔳 Charlotte e Henry – aquele casal que compartilha sentimentos e neuras – literalmente. Porque até quando eles acham errado sobre o outro, ambos pensam a mesma coisa. Amo!

É isso, tentando não dar muitos spoilers!
E vamos ao final da trilogia!

 

clockwork-prince002

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s